quinta-feira, maio 22, 2008

Patinha! A(n)tão?


Mário Patinha Antão foi dos primeiros a avançar com a candidatura a Presidente do PSD. E disse logo que ia até ao fim!

Apesar de apoiante convicto de Menezes e de dizer que gostava que este continuasse.

Apesar de ser Vice-Presidente de Santana no Grupo Parlamentar.

Apesar de ter dito que Alberto João Jardim seria um bom candidato e que gostava que ele ganhasse.

Apesar de ter dito há uns dias que Pedro Passos Coelho é um espectáculo.

É caso para dizer: oh Patinha! Atão????

6 comentários:

Bruno disse...

O Colaço já disse por aqui que diferenciava Patinha Antão de outros candidatos como, por exemplo, Castanheira Barros e José Manuel Barroca porque Patinha não era um tonto. E falou do seu percurso como deputado.

Na altura demarquei-me um pouco dessa opinião porque nunca gostei muito da atitude e postura de Patinha Antão. Parece-me um pouco convencido, meio louco, estranho... Peço desculpa se estou a ser injusto mas acho que ele não cumpre os mínimos. Não é para ser presidente mas sim para ser representante do meu partido seja lá onde for...

Paulo Colaço disse...

Diz-se que Patinha Antão já tem as assinaturas necessárias para ser candidato às Directas.

A minha pergunta é: se isso for verdade, será que ele quer mesmo ir a votos?

À partida a resposta é "sim", até porque ele defende que o 1º classificado será depois a 1ª figura do partido, o 2º classificado será a 2ª figura, o 3º ....

(ehehe)

luis melo disse...

Nem sempre os mais mediáticos são os vencedores.

E esses menos conhecidos por vezes revelam-se surpresas agradáveis.

Tal aconteceu com Cavaco Silva, por exemplo.

Mas não me parece que seja esse o caso de Patinha Antão.

Apesar de bem intencionado (disso não tenho duvidas) não me parece ser o indicado para presidir ao nosso partido.

De qq forma parece-me ser um bom quadro do PSD, com capacidade para representar o partido a outros níveis (neste ponto estou em desacordo com o Bruno)

Inês Rocheta Cassiano disse...

Sempre segui o trabalho de Patinha Antão como deputado e considero-o um óptimo técnico, com as suas manias de professor, mas uma pessoa íntegra e com valor.
No entanto, fiquei um pouco desiludida com as suas atitudes ultimamente, só vem corroborar a expressão: em política, o que hoje é verdade, amanhã é mentira.
Pela boca morreu Patinha Antão. Continuo sem perceber o que o levou a avançar para a corrida à liderança do PSD. Para mim, deitou muito a perder. Será para marcar território? Vontade de mudança?
Patinha pôs mesmo a pata na poça.

jfd disse...

Hummmm
Para quem sempre seguiu o seu trabalho, o que terá ele feito de tão diferente que te tenha causado tamanha desiluão?

Bruno disse...

Não posso responder pela Inês mas eu diria, caro Jorge, que perdeu a noção da realidade, do seu papel no partido e, de fuga para a frente em fuga para a frente, acabou por cometer algumas incoerências...

Devo, no entanto, referir que ao ver e ouvir a parte final da sua Grande Entrevista a Judite de Sousa, nem parece que se trata do mesmo homem que tem parecido desorientado e ultrapassado pelos acontecimentos. Ainda assim, para mim, não apaga a má imagem.