terça-feira, maio 06, 2008

Montra de Líderes

Temos hoje três candidatos principais à liderança do PSD.

Manuela Ferreira Leite - candidata conhecida de todos. Traz com ela a imagem de seriedade, responsabilidade e credibilidade. Principal handicap: acusam-na por ter anos a mais ou por estar demasiado ligada aos anos de austeridade barrosista.

Pedro Santana Lopes - líder carismático, com um currículo vastíssimo, inclusive Primeiro-Ministro. Homem apaixonado e de grandes convicções, arrecada amores e ódios muito intensos. O principal handicap é a lembrança do seu tempo como Primeiro-Ministro.

Pedro Passos Coelho - o outsider que ganha muitos pontos pela novidade. Marca a diferença pela lufada de ar fresco que traz no seu estilo de discurso, tendo a vantagem de não estar ligado ao passado mais recente do PSD. O seu principal handicap está em não ser um rosto familiar nem ter créditos políticos firmados.

Que acham que vai acontecer? O que quererão os militantes do PSD?

29 comentários:

Nélson Faria disse...

Digo-o, sem reserva mental: trabalharei com qualquer um deles porque admiro os três... e já há muito tempo que não dizia isto.

nelso farinha disse...

tás a virar... tás a ficar com dúvidas... ou não tens convicções. não és tu que te foste oferecer à Manuela Ferreira Leite? Com que convicção? Ou será por interesse? Ou será o oportunista do Nazare a dizer para não te comprometeres? Ainda poder vir pra cá.

Paulo Colaço disse...

Trabalhei, afincadamente, na JSD durante os tempos da liderança de Pedro Passos Coelho.

Também servi a JSD e o PSD quando do liderança de Santana Lopes, fazendo mesmo parte da estrutura de campanha das legislativas.
Apliquei-me a fundo nessa campanha. Apesar de não ter a melhor opinião no homem que se candidatava com a nossas cores.
Acreditava que o PSD é o melhor partido português, que tem os melhores quadros e propostas. Bastava-me.

Nunca trabalhei directamente com/para Ferreira Leite, tirando algumas iniciativas em que, estando na organização, com ela contactei mais de perto.

Percebo o que o Né quer dizer: quando se respeita um líder que obteve a confiança dos militantes, não há razão para negar apoio.

Não o fiz com Menezes. Mantive-me longe e crítico. Santana, com todos os seus defeitos, mereceria esforço meu. Resmungaria, mas daria o corpo ao manifesto.

Nélson Faria disse...

É Nazareth que se escreve ;)

Nuno Matias disse...

Estas eleições mostram que não faltam ao PSD excelentes quadro com competência, seriedade, credibilidade e conhecimento do Portugal que temos e do Futuro que Queremos.

Entendo é que nem todos serão capazes de Ouvir, Respeitar, Comunicar e Entusiasmar os Portugueses.

É por isso que estou ao lado do Pedro Passos Coelho, porque entendo que ele tem tudo aquilo que representa o código genético do nosso partido.

E tenho fé que a forma como ele já está a entusiasmar os militantes poderá fazer com que o PSD ganhe o seu Futuro desde já.

Mas que fique, claro, seja qual for o vencedor, terá todo o meu empenho, pois o PSD prevalece e todos Somos Poucos para trabalhar para Ganhar Portugal

Nélson Faria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nélson Faria disse...

Subscrevo (quase) integralmente o Matias.

Há ali uma questão de apoios em que não convergimos ;)

nelso farinha disse...

ó nè, fica mal cortar comentários! Afinal quem apoias? não estás na sede da Ferreira Leite? Mas estás com dúvidas... Queres estar com um pé de cada lado? Tás tramado. E o Nazareth anda a ver se tu não o lixas...

Paulo Colaço disse...

Não foi o Né quem cortou o comentário mas sim eu, na qualidade de Administrador do Blogue.

A pedido do próprio Né, aqui fica o comentário do "Farinha", de fino calibre e coragem.

«
ó Né afinal todos servem para liderar o PSD? não passas de um miúdo idiota útil na candidatura da Ferreira Leite. É assim que és considerado por aí! ela não tem uma ideia para Portugal nem para motivar os portugas. e tu também não estás muito motivado. e o Nazareth também não...
»

Nélson Faria disse...

Obrigado Colaço.

E obrigado a ti, quase homónimo, pelos teus juízos.

O maior dos insultos é a indiferença. Obrigado por me dirigires a tua atenção e pelos conselhos amigos.

Grande abraço e volta sempre eheheheh

Paulo Colaço disse...

Entretando, um forte abraço ao Nuno Matias, nosso querido amigo e Presidente da CPD/JSD-Setúbal.

O Nuno será orador no próximo evento do Psico, relativo à actuação da JSD no Poder Local.

Caro Matias, é bom ver-te tão envolvido em mais um combate. És dos melhores (talvez o melhor) pilares da candidatura do Pedro Passos.

Apesar de estarmos em lados diferentes (não acontecia há muito tempo ehehe) desejo-te bom trabalho.

Nélson Faria disse...

Eu já lá fui dar um abraço ao Matias:

http://www.emsetubalofuturoeagora.blogspot.com/

A minha opção está em:

www.manuelaferreiraleite.pt

Nuno Matias disse...

Um grande Abraço ao meu Querido Amigo Colaço, ao Né, ao Bruno e a todos os outros psicóticos.

E, Colaço, não estamos em lados diferentes...porque todos somos sempre PSD!

Havendo respeito, frontalidade, verticalidade, o debate de ideias é o melhor motor para corrermos atrás do Futuro que Merecemos!

E que o Futuro seja Agora!

Um grande abraço!

Nelso farinha disse...

ao contrário do Nuno Matias, o Né não tem entusiasmo no apoio que dá á Manuela Ferreira Leite. É essa a diferença! Um é director de campanha distrital o outro é visto como um miúdo na campanha dos crescidos... Né, tens valor, sai daí!

teofilo de braga disse...

oh nelso farinha és um bocado triste.

Temos registo de 121 postos de sucata dos mais diversos níveis e dimensões, na blogosfera, 23 dos quais estão em processo de legalização e 13 já foram legalizados. Se quiseres podes preencher a papelada e arranja-se um B.I para ti.

Escusas de andar camuflado.

E depois vens para um espaço publico debitar asneiradas de teor praticamente nulo. Pareces uma chaga paisagística.

À sucata mediática mal parada, que se apresenta como uma ferida na paisagem, que também parece um bidonville no cume destas belíssimas montanhas envia-se o I.P 182.23...(etc) para o depósito do lixo e desmascara-se a existência de tamanha personalidade.

Fonte da CCDR afirma que a preocupação é um cliente limpo e seguro para todos ;)

teofilo de braga disse...

"
Fonte da CCDR afirma que a preocupação é um CLIMA limpo e seguro para todos ;) "

EM disse...

Ò NUNO, GRANDE ABRAÇO!

E o Paulo Calado, tá com a Manuela ou não? O Luís Rodrigues já oficializou o seu apoio a ela.

Acho que o Bruno Vitorino, mais o Frasquilho, vão apoiar o Pedro Passos Coelho.

Eduardo Martins
ex-JSD Secção Setúbal.

A.Costa disse...

Olá!
Apenas deixo uma referência para o muito apreço que tenho pelo Nélson, apesar do breve contacto que mantivemos.
Um partido, seja qual for, precisa de união e discussão construtiva!
Cumprimentos,
A. costa

Inês Rocheta Cassiano disse...

EM,

Miguel Frasquilho será o mandatário da candidatura de Pedro Passos Coelho para o distrito de Setúbal.

José Pedro Salgado disse...

Não me choca trabalhar com qualquer dos potenciais líderes do PSD.
É no mínimo sectário achar que só quem está do nosso lado é que é bom, e que todos os outros são maus.

Existem pessoas válidas em todo o lado. Eu apoio MFL porque faço um prognóstico de quem acho que seja a melhor candidata. Não quer dizer que os outros sejam necessariamente maus.

jfd disse...

Exactamente Salgado.
E foi PPC que introduziu na campanha esse facto ao nível institucional. Temos de contar com todos. Pois todos representarão uma fatia dos militantes em votos expressos.

No que toca a isso, fiquei francamente desiludido com a resposta de MFL no que toca a contar ou não com PSL.

Aproveito para desejar ao Salgado, a mim e a todos os desgraçados e desgraçadas, muitas felicidades para os Exames, Frequências, testes e trabalhos ;))) Que o Santo Padroeiro dos Estudantes nos acompanhe!

José Pedro Salgado disse...

Oh Jorge...

Shame on you!

Esse spin desajeitado não te ficou nada bem.

O post expressa a necessidade de todos os militantes poderem trabalhar em prol de um partido. Independentemente do candidato que ganhe, mas não vamos puxar a brasa à nossa sardinha.

Aliás, two can play that game: MFL disse que neste processo eleitoral não tinha adversários, mas só companheiros de partido.

jfd disse...

Shame on me? Não sei porquê.
Não inventei, e fui sincero. E peguei no teu comentário e não no post. Tenho pena que aches que não me fique bem.

Passando à frente.
O que dizes também é verdade. MFL já disse várias vezes que está com os companheiros na campanha. Estão todos muito cordiais uns com os outros.

E quando estalar o verniz?

Nélson Faria disse...

Permitam-me falar de Pedro Santana Lopes: não percebi ainda qual será a sua estratégia de campanha (não é um ataque, ainda não vi a sua agenda), mas posso dizer que foi o candidato mais completo na apresentação aos militantes.

Apresentou todo um programa eleitoral. É verdade que como avançou com os outros no terreno sentia-se impelido a fazê-lo. E, mais uma vez, quando largou os papéis, com palavra e pensamento rápido, esteve exímio.

Paulo Colaço disse...

Desculpem trazer isto para aqui, mas acabo de almoço com o JFD e com o Salgado: estão impossíveis de aturar com esta discussão do "desajeitado" :)

Nélson Faria disse...

O post expressa a necessidade de todos os militantes poderem trabalhar em prol de um partido.

Exactamente Salgado, exactamente.

Paulo Colaço disse...

errata: "acabo de almoçar"

jfd disse...

E que belo almoço ;)
Vivo e fresquinho ;)
Até as canadianas vieram ;)

Bruno disse...

Chego tarde (o Né vai irritar-se) mas não posso deixar de dizer que, obviamente, subscrevo esta postura de trabalhar com qualquer um dos líderes que venha a ser eleito!

Penso que isso é o que devemos fazer sempre mas é claro que nem sempre o fazemos com a mesma convicção dependendo da confiança e crença que temos no líder.

O que o Né diz é verdade para mim também: nem sempre pude dizer isto mas admiro os 3 candidatos que actualmente se perfilam como potenciais líderes do PSD. Aliás, como já disse antes, até gosto mais de Passos Coelho e muito mais de Santana do que de MFL mas o meu apoio não pode ser dependente de gostos pessoais.