quarta-feira, maio 21, 2008

Foi há 10 anos - Expo'98

Mais de 5000 eventos musicais, 11 milhões de visitantes, a recuperação de uma Lisboa defunta, a melhor Exposição Mundial de sempre.

Os pavilhões de Portugal, Alemanha e Noruega – penso que era este que tinha um glaciar lá dentro – o do Conhecimento, o da Utopia (agora Atlântico), o dos Oceanos (agora Oceanário) e o AquaMatrix (o espectáculo de fogo de artifício) marcaram a minha Expo’98.

Um agradecimento a Mega Ferreira e a Graça Moura, os homens que sonharam com os Oceanos.

Vejam o vídeo e recordem.

14 comentários:

Frederico Carvalho disse...

Foi memorável realmente.

Para alem dos imensa riqueza cultural da expo há 3 coisas que nunca deram-me um gozo especial.
1) Andar numa aparelhozorro radical, ao pé da Praça Sony, semelhante ao buggy jumping, enquanto actuava Pedro Abrunhosa

2) Andar de motinha electrica

3) No ultimo dia andar a fazer concorrencia com a minha irmã para ver quem tinha mais carimbos no passaporte.
AH... eu sei que vc's tb o fizeram, seus psicóticos :)

bons tempos...

Frederico Carvalho disse...

o "nunca" no post acima está a mais...

Paulo Colaço disse...

Foi uma grande exposição.

Aceitando o exercício de memória do Né e do Fred, eis as minhas melhores recordações da Expo 98:

- As tardes (e foram muitas) na esplanada do Peter, a comer tostas e conversar ao som de mil e um idiomas circundantes

- Os gins antes do jantar, sorvidos com amigos de todos os lados

- O contacto com gente muito variada.

- O Brasil Vs Holanda, do Mundial, vivido com muita emoção no Bar Brasil!

- O pavilhão de Portugal e a nossa bandeira, visível em todo o lado!

Bruno disse...

Sou um desnaturado! Não visitei um único pavilhão da Expo. Fui lá à noite, vi uns concertos, abanei o esqueleto numa Goa Trance Party, aviei shots sem conta... mas foi isto!

Depois, contribui com umas boleias a uma amiga minha que trabalhou lá e que dixávamos no barco, em Cacilhas para ir trabalhar enquanto o resto da malta ía para casa descansar da night;)

Paulo Colaço disse...

Tempos em que eras jovem ihhiih

Bruno disse...

Sim! Onde é que eu hoje aguentava ficar acordado até de manhã?!?!?

Francisco Castelo Branco disse...

É um evento de que nos podemos orgulhar
Foi uma obra espectacular

Parabens aos portugueses

José Pedro Salgado disse...

Adorei a expo 98. Ainda cá vim algumas vezes e, graças à minha prima, ainda cá passei a última noite.

Mas a ideia, de bonita que era, está a ir para o galheiro. Falo da requalificação da zona agora conhecida como Parque das Nações. Se está infinitamente melhor do que era antes da Expo, convenhamos que tal não era muito difícil.
As infraestruturas rodoviárias estão saturadas e, semana sim/semana não, há um jardim/parque que desaparece para dar lugar a um novo prédio que, se uns parecem verdadeiras obras de arte, outros parecem que só lá estão porque colocaram problemas de digestão ao Godzila.

Inês Rocheta Cassiano disse...

Muitas são as recordações que tenho da Expo 98 (meu deus, só tinha 8 anos na altura):
- também andava de pavilhão em pavilhão para ter mais carimbos no passaporte
- foi a primeira vez que andei de metro e logo parei na Gare do Oriente. Só me lembro de pensar: Que coisa tão grande!
- o dia em que fui pela primeira vez era de chuva intensa, estava desanimada, mas mal me puseram a pulseira à entrada, animei logo!
- Oceanário: para mim era um mundo mágico. Lembro-me de andar com a minha máquina fotográfica da Barbie a tirar fotografias a todos os peixes que encontrava.
- Teleférico: sublime. Pura e simplesmente delirei.

Aos olhos de uma criança, descobri na Expo 98 o mundo, "bolas, o mundo é mesmo grande".

Que saudades...

Diogo Agostinho disse...

Depois dessa grande obra que mudou uma das faces de Lisboa, deixo a questão. Para quando uma Junta de Freguesia para o Parque das Nações?

Nélson Faria disse...

É um dos temas que está à espera da reestruturação das freguesias em Portugal. Mas para mexer em poderes instalados...

Bruno disse...

Para quem já esteve em casa da Inês é mais fácil imaginar as cenas que ela conta. Basta lembrar-se da fotografia que lhe tiraram naquele baptizado, hehe!

Paulo Colaço disse...

E eu estive quase para meter essa foto no Psico (no post do aniversário).
Foi a Guida que me travou a mão dizendo que, se calhar, não era boa ideia.

Haja alguém sensato lá em casa... :)

Bruno disse...

A Guida é uma fôlêra :P