terça-feira, maio 20, 2008

Parabéns Carlos Coelho, por Miguel Relvas


Pessoas como o Carlos Coelho já não existem.
Ele é como as 4 estações do ano:
- Alegre como o Verão
- Nostálgico como o Outono
- Forte como o Inverno
- Brilhante como a Primavera

Tenho no Carlos um dos meus melhores amigos e é meu padrinho de casamento. A dificuldade em falar dele é imensa, como imensa é a história da nossa amizade, mas não podia deixar de lhe endereçar um forte e caloroso abraço!

Parabéns Carlos, não mudes nunca!
Miguel Relvas


(Adivinharam: hoje é dia de aniversário de um dos responsáveis pela existência do Psicolaranja. Foi a UV, por ele dirigida, que nos uniu. A ele é devido este abraço, aqui protagonizado por um dos seus melhores amigos, o Deputado e antigo Secretário-Geral do PSD, Miguel Relvas)

40 comentários:

Tiago Sousa Dias disse...

Parabéns ao Senhor Reitor

xana disse...

De facto Maio é um mês especial!
ehehe

Feliz aniversário Sr. eurodeputado!

Carlos Carvalho disse...

Parabéns ao Excelente Reitor da UV. Um exemplo.

Paulo Colaço disse...

Meu amigo e meu mestre, o Carlos é grande!

Sou capaz de poucas palavras minhas para o descrever, por isso deixo aqui palavras suas. É um excerto de uma intervenção sua na UV 2005, em resposta à pergunta, qual é o limite da paranóia securitária. Eis a resposta. Sem margem para dúvidas!
À Carlos Coelho!

«
Você pergunta: qual é o limite? O combate ao terrorismo justifica que se percam algumas liberdades? E a minha resposta é esta: temos de ser fiéis ao princípio segundo o qual os fins não justificam os meios!

Quando aceitarmos que os fins justifiquem os meios estamos exactamente iguais àqueles que estamos a combater! Acaba-se o património de liberdades fundamentais, de cultura civilizacional que nos marca, que nos identifica!

Dou-vos um exemplo, há poucas semanas, foi assassinado um jovem de 22 anos em Londres. Um jovem brasileiro, Jaime Menezes. Era um potencial terrorista!!! Era um terrorista e portanto foi assassinado!

Na altura, o Mayor de Londres – não é um individuo da extrema-direita, é da esquerda do Partido Trabalhista inglês – o senhor Ken Livingstone, tão à esquerda que nem sequer foi candidato do Partido Trabalhista (candidatou-se contra o Partido Trabalhista), apareceu perante as televisões do Reino Unido dizendo-se orgulhoso da polícia britânica porque contra os terroristas só há uma política: é o “shoot to kill”. (atirar para matar)

O terrorista morreu com sete balas na cabeça e uma no ombro.

Depois de morto descobriu-se que afinal não era terrorista! Foi um erro da polícia.

A primeira reacção da polícia foi explicar porque é que tinha havido engano.
Primeiro argumento: ele trazia volumes debaixo do casaco! É mentira – está provado pelas imagens de vídeo do metro que ele trazia um casaco mas sem volumes, pois ele era magro e tinha um aspecto magro!
Segunda acusação: ele tinha fugido à polícia! O inquérito oficial já provou que era mentira.
E outras mentiras que a polícia usou para justificar a acção estão a cair pela base no inquérito que está a ser feito pelas autoridades judiciais britânicas.

Não me interessa agora deter-me na questão do funcionamento policial do Reino Unido. Interessa-me, sim, que há um jovem de 22 anos que foi assassinado por um erro! E toda a máquina do Estado apressou-se a justificar esse erro, dando argumentos que, sabemos agora, são falsos.

Coitado, foi abatido! Houve uma senhora que disse à televisão britânica: pois, coitado, um inocente morreu, mas não nos podemos esquecer dos 50 ingleses que morreram no atentado! Efectivamente, nós não nos podemos esquecer nem de uns nem de outros! O facto de 50 inocentes terem morrido num atentado suicida não justifica que se mate mais um, dois, três ou quatro inocentes!

Porque os fins não justificam os meios!

Esta questão que vos pode parecer simples está na ordem do dia na Europa e vai estar mais!
Vocês vão ver pessoas, que se calhar respeitam, que se calhar respeitam muito, dizendo na televisão isto: no Mundo conturbado que temos, a defesa da nossa segurança pode significar a preterição de algumas das nossas liberdades!

Eu termino citando um Pai da Constituição Americana, Benjamin Franklin, que escreveu: “aqueles que estão dispostos a abdicar das suas liberdades essenciais em troca de um pouco de segurança provisória, não merecem nem liberdade nem segurança”.
»

Nélson Faria disse...

Um dos melhores que tive o prazer de conhecer graças à militância partidária.

Ensinou-me mais através da liderança pelo exemplo do que mil livros ou eternas sessões de formação.

Muitos Parabéns Senhor Reitor!

Diogo Agostinho disse...

Caro Reitor,

Muitos Parabéns!
É com enorme agrado que os alunos na UV conviveram com uma personalidade enorme do nosso Partido. É um grande exemplo para todos!

A pessoa que nos ensinou que rigor e criatividade podem coexistir.

Feliz aniversário!

Nuno da Costa Ferro disse...

Sinceramente não encontro melhor forma de lhe dar os parabeéns que não seja a seguinte pergunta:
Então e Estrasburgo?

Agora mais a sério:
Então e Estrasburgo?

Desta vez é que é:
Então e Estrasburgo?

Pronto, não consigo mesmo escrever mais nada.

PARABÉNS CARLOS!

Tânia Martins disse...

A minha admiração por este senhor também não tem palavras. É todo o exemplo que se deve seguir para se ser profissional, mas acima de tudo pessoa.

Muitos parabéns senhor reitor da UV.

João Marques disse...

Caro Carlos, este post não deixa de ser dirigido a todos nós que frequentamos a UV e outras iniciativas de relevo (bem como aos que as frequentarão no futuro) que nos formaram enquanto políticos, mas também enquanto seres humanos.

Bebendo o seu exemplo fizemo-nos, acredito, melhores homens e mulheres, melhores políticos e por isso faremos agora nós, em conjunto consigo, um melhor país.

Um pouco de si está em muitos de nós e quando um homem consegue fazer muito de pouco, está tudo dito sobre o seu carácter.

Por tudo isto, um bom pedaço do país faz anos consigo.

Obrigado e parabéns!

José Baptista disse...

Um misto de trabalho em série com humildade e humanidade em doses bem medidas!

Muitos Parabéns Magnífico Reitor!

(e como diria o Carlos)
ABRAÇÃO...heheh

Luís Nogueira disse...

Muitos Parabéns caro Reitor da UV!!! Vejo em si um grande exemplo de profissionalismo, de excelência e de alta competência no trabalho em prole do nosso país. O meu grande bem haja.

Um grande Abraço.

Gonçalo Gaspar disse...

Muitos Parabéns Dr Carlos Coelho

Bruno disse...

O Carlos Coelho é "só" a pessoa que mais gostei de ter como líder de uma equipa onde estive inserido. E a verdade é que já tive a honra de trabalhar com muita gente competente, valorosa, cheia de capacidades e carisma. Mas o nosso Magnífico Reitor consegue ser especial.

O Carlos dá tudo de si às causas em que se empenha. E por isso as coisas saem bem. Porque pessoas como ele foram talhadas para o sucesso. Porque pessoas como ele há poucas.

Tenho para mim que um dos males da nossa vida política está no facto de ainda haver muita gente que, ao ouvir falar no nome de Carlos Coelho, responde "quem?!".

Qualquer prenda seria pequena para aquilo que o Carlos merece por isso aqui fica apenas um singelo ABRAÇO de PARABÉNS!

João Carlos disse...

UM GRANDE ABRAÇO DE AMIZADE!

Em primeiro lugar, PARABÉNS!

A todos os «veraneantes» da Universidade tenho que começar por dizer que a amizade com o Carlos nasceu há já algum tempo.

Participámos ambos nos ESD (Estudantes sociais Democratas, no tempo da TER - Tendência Estudantil Reformista, na época de 1975).

Aderi à JSD em 1976, tendo tido o previlégio de pertencer ao Conselho dos ESD, drigido pelo Carlos Coelho e à Distrital de Lisboa, Presidida pelo Carlos Pimenta (referência enquanto ambientalista e politico da Lei de Bases do Ambiente com Ribeiro Teles, em 1986/7).

O Carlos Coelho é um amigo presente e solidário. Não recusa o esforço de um convite, mesmo que tal o obrigue a voar alguns milhares de quilómetros. Mesmo que não durma para realizar uma palestra no Norte, no Interior ou no Sul e Ilhas...

Tem sido, enquanto Deputado Europeu, não só um trabalhador incansável como um exemplo na qualidade dos Relatórios que produziu, na «Carta da Europa» que nos proporciona bem como na presença em debates e na constante promoção do debate de ideias ou ideológico que o partido ainda mantém, de forma continuada e entre diversas gerações, graças à sua persistência, nem sempre devidamente reconhecida.

É expansivo e tímido, conforme o estado de espírito, mas sagaz nas opiniões e mordaz nas críticas.Consegue momentos de bom humor, mesmo cansado.

Deixa-se, por vezes, desaparecer nos «corredores do poder» mais por ajudar militantes a serem lideres do que ele próprio se convencer que já lidera muita coisa...!

Será tempo de se afirmar, no quadro e no tempo de uma geração que ainda convive nos quarenta e tem como missão fazer tudo aquilo que a anterior não fez... a transição, o debate geracional e a afirmação de uma independência própria que um autodidacta deve a si próprio e ao tempo e disponibilidade que dedicou ao partido e à política. Aquilo que muitos nunca apreciaram como um trabalho inestimável para o historial e a continuidade do PSD e da JSD mas que muitos respeitamos.

Não foi por acaso que apadrinhou o meu casamento, há mais de 15 anos...

Ao Carlos, um Grande abraço amigo, certo da sua continuidade na aposta de seriedade e honestidade que dele faz um exemplo geracional.

Parabéns Carlos! Um abraço, João Carlos Dias Coelho

Paulo Colaço disse...

Um forte abraço para ti também, amigo Gi, e obrigado pela tua vinda aqui ao Psico, com memórias de um passado de afirmação da JSD e do PSD na sociedade.

Luciana das Neves disse...

Muitos Parabéns!

José Pedro Salgado disse...

Com tanto mel que já escorre por este blog, torna-se complicado inovar.

Mas a verdade é que o Carlos Coelho consegue ensinar muito SÓ (e olhem que é um grande só) pelo exemplo.

O seu misto de rigor, dedicação e informalidade conseguem incutir um espírito de trabalho como nunca visto.

O exemplo é a UV. O pessoal sai de lá com uma pica indescritível não só pela qualidade da formação, mas pela forma como todo o processo se desenrola (bem ao modo de ser do Magnífico Reitor) com um ritmo imparável de trabalho que é sempre feito com gosto.

Parabéns Magnífico Reitor.

Bruno disse...

Eu 'tou é a descobrir um passatempo do nosso Reitor: ser padrinho de casamento dos seus amigo, hehe!

Anónimo disse...

Olá
Parabéns Carlos Coelho - com a energia q tem deve fazer anos várias vezes por ano.
Abraço também ao Miguel Relvas

Rui Gomes

Margarida Balseiro Lopes disse...

Uma tarde inteira e escasseiam-me as palavras para parabenizar o nosso Reitor.

Uma figura ímpar no nosso partido, que é responsável por este espaço de debate: a UV juntou-nos. Uma iniciativa que tem, no nosso muito estimado deputado europeu, o seu grande ingrediente de sucesso.

Um exemplo para todos nós. Muitos parabéns!

jfd disse...

Exmo. Reitor, muitos parabéns!

Junto-me ao coro de amigas e amigos que aqui expressam a sua admiração. Um grande bem haja.

Sucesso, felicidade e saúde:)

Magda Borges disse...

São parcas as palavras para descrever o que o nosso Magnífico Reitor representa para mim. Fazendo um brainstorming emergem algumas: EXEMPLO, ADMIRAÇÃO, ISENÇÃO, DEDICAÇÃO, EXCELÊNCIA, RIGOR, COMPETÊNCIA, DETERMINAÇÃO, HUMANIDADE E VISIONARISMO. Muitas outras poderiam aqui ficar.
O Carlos é a pessoa que nos faz querer estar em Política e acreditar que podemos fazer a diferença pela acção. Como Políticos mas, acima de tudo, como Pessoas.

Feliz Aniversário Carlos!
Um Voto repleto de Carinho e de Admiração.

Inês Rocheta Cassiano disse...

O nosso magnífico reitor sempre disse que éramos uma elite, uma verdadeira selecção nacional. Espero que nunca deixe de ser o nosso mister e não rescinda contracto connosco, treinar-nos-á sempre!

Muitos parabéns Senhor Reitor (só podia ser boa pessoa a fazer anos em Maio)

Elsa disse...

Também para mim, o Sr. Reitor é um exemplo!
Exemplo de rigor, exigência, capacidade de trabalho, mas também simplicidade, humildade e bom humor.

E Sr. Reitor se ser-se um exemplo para tantos pode ser sinónimo de responsabilidade, acredite que não é menor a responsabilidade que todos os que consigo se cruzam sentem quando dão voz ao que de si aprenderam.

MUITOS PARABENS!

Teofilo Braga disse...

Tudo a dizer bem, todas a dar os Parabéns e a felicitar, pois eu digo de viva voz (e espero não ver o Post censurado)

Eu não gosto do Sr.Carlos Coelho e digo-o com muita clareza.

A saber:
De acordo com as comunicações registadas desde o tempo da sua epopeia mediática pela JSD resultam informações enviadas por diversos anónimos, denúncias e actividades realizadas pelo próprio que segundo investigações político psicóticas podem denotar um percurso técnico de suspeitas várias.

Dentro do insólito, um quadro dos seus tempos de Deputado no restaurante "O Comilão" evidência uma estrutura intelectual arrojada com base na preferência por desodorizante "Axe" e banhos de imersão com patinhos amarelos, que poderá ser a razão do seu ar calmo, que abriu caminho ao seu começo pelos media em janelas com circuitos integrados, sensores e dispositivos que dá o nome de televisão.

Pois é...
Ele é notícias pela Universidade de Verão, Universidade do Poder Local, Universidade da Europa, Instituto Sá Carneiro, JSD, Comissões Politicas, ele é voos da CIA, é combate à imigração ilegal, a favor do apoio aos sem-abrigo, é no alerta aos crimes ambientais e uma porrada de coisas mais.
Mas eu não gosto! Não gosto do Sr.Carlos Coelho.
E porquê? Há mais, porque um crítico deve criticar. Porém, para tanto, em primeiro lugar ele deve ler a obra a ser criticada. Depois, ele deve Ter algum conhecimento para poder criticar. E deve ser desprendido de tabus e preconceitos.
Mas digo-o de uma só vez!
Carlos coelho pela voz dos amigos é uma história que fala dos sentimentos humanos e que, em algum ponto pelo menos, fala de amor.
Esta é a raiz. Tudo quanto se escreveu, no fundo, é sobre o mesmo tema: o amor, amor difícil, sofrido, de muito trabalho e ao mesmo tempo cheio de felicidade, pequenas e grandes, de reconhecimento e mérito por um trabalho ao partido e pelo partido.
Ah e tal Parabens... NÃO!

O Sr. s.f.f de pôr a mochila às cotas e toca a carregar documentos, livros, dinheiro, travellers checks , máquina fotográfica, sapatos, tênis e chinelos e tudo o que for necessário...
Porque uma nova viagem vai agora começar...

Boa sorte na jornada ;)

Rita de Barros e Vasconcelos disse...

Parabéns Carlos Coelho! Muitas Felicidades.

Leandro Esteves disse...

Parabéns ao reitor das celebres Universidades da JSD.

Parabéns ao homem pelo seu carácter e pela postura com que encara a politica-

Um exemplo de empenho e de credeblilidade.

Bem Haja

José Faustino disse...

Parabéns ao Magnifico Reitor da UV. Os rasgados elogios aqui descritos retratam bem a pessoa que é Carlos Coelho. Um verdadeiro exemplo para todos nós.

Ana Rita disse...

No discurso da sessão comemorativa do 25 de Abril deste ano, Cavaco Silva reconheceu que "não se tem conseguido mobilizar os jovens para um envolvimento mais activo e participante na vida política".

Mais pessoas tivessem a sorte de conhecer o tão considerado Reitor, e menos pessoas estariam afastadas da política, pois conheceriam um exemplo refrescante para a fotografia política nacional. Um factor de seriedade, honestidade e humanismo político.

Parabéns !

(De facto, desta vez não podia passar por aqui sem escrever Elsa :) )

Paulo Colaço disse...

Olá Ana Rita, finalmente escreves no Psico!
Só mesmo este tema para dar fim ao teu "silêncio".

Volta sempre!

Diana Cabral disse...

Teofilo Braga, o meu amigo é demais :)

Ta engraçado o post, e gostei da parte final de como faz anos, vai começar uma nova vida, uma nova viagem.

Imaginei mesmo o nosso reitor de chinelos a fazer o inter-rail :) hehe

Adriana disse...

Muitos Parabéns Dr Carlos Coelho

Luis Melo disse...

Muitos parabéns.
Sem dúvida uma dos melhores quadros do PSD.
Bem haja Carlos.

Mário Albuquerque disse...

Meu caro Carlos Coelho

Ainda que tardiamente, mas com muita amizade, quero apresentar-lhe as minhas melhores congratulações pela passagem de mais um aniversário. Que a sorte lhe sorria sempre, pois bem o merece.

Um abraço amigo: Mário Albuquerque

Tânia Morais disse...

=D reitor...

Parabéns, um abraço enorme e OBRIGADO pela dedicação à nossa/tua juventude!

*

Helder Renato disse...

Parabéns Carlos,

Aceita um abraço amigo do Oeste!!! (pronto eu sei que não tenho sido assíduo a ir visitar te a Bruxelas ou Estrasburgo-Ja falhei 3)

És dos melhores (daqueles que tem mais 12 anos do que eu.)e nunca tive o prazer de estar contigo com aqueles que te chamam Reitor!
Primas pela organização e pela clarividência! Sabes que tens amigos em todo o País, eu sou mais um deles. Adorei trabalhar contigo na Força Portugal!

Parabéns

Hélder Renato

Nota: Alguém me dê o número do Paulo Colaço!

Paulo Colaço disse...

Grande Helder Renato,
é sempre bom ouvir notícias tuas!

Dá-me uns instantes e ligo-te eu.
Abraço!

Pedro Pimpão disse...

As dezenas de comentários e felicitações atestam bem o carinho e o reconhecimento que nutrem todos aqueles que tiveram a oportunidade de lidar com o Carlos.
Muitíssimos parabéns Carlos. Sinto que um dia ainda vamos estar do mesmo lado num projecto grande para Portugal. Muitos parabéns e obrigado por tudo aquilo que significas para as centenas de jovens que ajudas a crescer.

A.Costa disse...

Muitos Parabéns!
Muitos elogios!
Muitos Sucessos!
Muitas Felicidades!
É muito o apreço que tenho por si!
cumprimentos,
A. Costa

Bruno disse...

Grande Pimpão,

É mesmo preciso ser dia de festa para apareceres cá pelo Psico! E nós que gostamos tanto de te ver ;)

Grande Abraço!