quarta-feira, julho 30, 2008

Pequim 2008

Segundo o diário desportivo A Bola, os jornalistas estrangeiros que se preparam para acompanhar os jogos olímpicos em Pequim, não têm tido até à data, um acesso livre a determinados sites na internet. Entre esses sites estão os da BBC, da Amnistia Internacional, de alguns jornais de Hong-Kong, entre outros...
Apesar de já ser esperada por muitos, esta situação é intolerável! O Regime Chinês mostra desta forma ao Mundo a sua verdadeira face. Provavelmente a sua face mais sombria. Como será possível acompanhar e viver os grandes jogos da humanidade, sem um pleno exercicio da liberdade?

6 comentários:

jfd disse...

Hummm
Para mim é simples.
Suas Excelências estão na China. Que se submetam aos costumes e regime do País.
Se fizessem o boicote, o País haveria de mudar. Mas com o bajular do mesmo, será como sempre foi.

Imaginem o reverso, virem para aqui estrangeiro, dizer como deveríamos fazer as coisas! Era o que faltava ;)

Resumindo... Já antes os J.O. serviram para legitimar maus Governos. De novo acontece. Com a conivência e o respeitinho económico de muita gente :P

PS - pobres atletas... em cada inspiração uma viagem por metais pesados e outros sabores do sucesso económico Chinês!

Bruno disse...

Situação ridícula, já esperada tendo em conta o quão ridícula foi a entrega da organização dos JO a um país como a China... só mostra que ricos e pobres são tratados de maneira diferente até ao mais alto nível!

Paulo Colaço disse...

Creio que já aqui contei que, há uns 7-8 anos, eu, a Zita e o Bruno Vitorino (na altura deputado da JSD pelo Círculo de Setúbal) apresentámos uma proposta ao Conselho Nacional da JSD para a não participação de Portugal nos JO de Pequim.

Estalou o verniz (foi lindo) e o Conselho Nacional preferiu "apenas" recomendar à China maior abertura democrática, em respeito pelo ideal olímpico.

O mal está feito: entregou-se a organização à China.

Agora o COI percebeu que pediu valsa mas a banca tocou rumba. Azarito! Agora dancem. E finjam que gostam!

Ou então tirem a batuta ao maestro, se tiverem coragem.

Bruno disse...

Não sabia dessa moçao! Grande malha!!!

Mano, quando dizes para tirarem a batuta ao maestro estás a falar de retirar a organização dos Jogos a Pequim? Cheira-me que já não dá tempo ;) Ou falas em "obrigar" os governantes chineses a portarem-se como gente civilizada?

Jorge Duarte de Silva Rosa disse...

Não estamos na China senão não estava a ler este Blog ...

xana disse...

Estando de alguma forma ligada a esta área, chegaram-me relatos, há dois dias, de grandes dificuldades para trabalhar livremente.
O acesso é extremamente limitado e está a tornar-se uma grande frustração tentar fazer um trabalho pelo menos parecido com o que costumam fazer.

Quem decidiu devia ter pensado nisto tudo, mas devem estar confortavelmente alojados em grandes hóteis, sentadinhos na tribuna a fazerem o seu difícil trabalho: fazer sala... Agora olha... quem se lixa é sempre o mexilhão.