domingo, junho 01, 2008

"Todos sempre unidos no caminho da verdade!"


Manuela Ferreira Leite é a nova líder do PSD.

Agora é tempo de fazer juz ao nosso hino e unirmo-nos num objectivo comum: ganhar Portugal em 2009! Deixemo-nos de quesílias e preparemo-nos para a luta que se avizinha. Deixámos de ser apoiantes deste ou do outro candidato e passamos a ser todos PSD. Todos juntos vamos ganhar Portugal. Que este momento seja o virar de uma página.


15 comentários:

luis melo disse...

Concordo plenamente contigo.
E penso que é muito importante dar importância ás duas partes da frase:

"todos sempre UNIDOS" e "no caminho da VERDADE"...

Espero que consigamos fazer isso, algo que não fazemos há alguns anos...

Força PSD !

Paulo Colaço disse...

Agora é tempo de unir, estabilizar e dar consistência à nossa mensagem.
Sem aniquilar o direito à diferença, o PSD deve centrar-se no que é importante.
Quem quiser criticar ou ser destrutivo, também tem o seu espaço (é inevitável) mas os que querem ajudar devem ser a “muralha de aço” para que a líder não tenha de olhar para o retrovisor. (Embora, do que a conhecemos, não faça o seu estilo)

Luís Nogueira disse...

Subscrevo o que dizem!!! Unidade rumo a 2009!!! Juntos venceremos :)Pelo PPD/PSD, por Portugal!!!

rpr disse...

é bonito de dizer mas às vezes mais vale só do que mal acompanhado.
esperemos que ajudem e que participem todos, mas somente aqueles todos que não denegriram ou tentaram denegrir a imagem da Líder porque sem esses passamos nós bem!

Filipe de Arede Nunes disse...

Votei em Manuela Ferreira Leite e fiquei, naturalmente, satisfeito com a sua vitória.
Mas atenção! A democracia e a liberdade de expressão são dois conceitos que se entendem mal com os carneirismos.
Aqueles que discordarem das opções da nova liderança devem manifesta-lo, qual como me manifestei durante o tempo em que Menezes foi presidente do partido!
Aliás, mesmo tendo votado em Ferreira Leite, sinto-me legitimado para a criticar quando não concordar com o seu rumo.
Todos unidos, mas sem nunca esquecermos aquilo que a nossa consciência nos diz.
Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Carlos Carvalho disse...

A democracia é muito, na minha opinião, baseada na honestidade.

Portanto, os resultados honestos, aceitam-se honestamente.

Não fui apoiante da MFL, estive noutra candidatura, o que muito me honra.

O desfecho que eu queria não era este, mas há o partido, superior a tudo, de que, com gosto, faço parte.

Assim, desde ondem, Manuela Ferreira Leite é, honestamente, a minha presidente também!

Força nisso «Presidenta»!

Paulo Colaço disse...

Subscrevo-te, Filipe!

Carlos Carvalho disse...

Obviamente que, nos lugares próprios, com honestidade e respeito, dicordarei sempre que discordar.

O respeito pelo partido, não me obriga a ser cego, surdo e/ou mudo.

Cá estarei para aplaudir ou assobiar sempre que entender que devo fazer uma, ou outra coisa, mas sempre respeitando a decisão democrática do partido, e sempre disposto a colaborar sendo constructivo.

A.Costa disse...

Cara Inês,
Gostei particularmente da imagem do post! Muitos parabéns pela escolha!
Convém não esquecer que a verdadeira matriz social-democrata está no significado das "três setas ao alto".
Nesta hora, repito-me, fiquei muito feliz por ver novamente O SIMBOLO do PPD/PSD!
Cumprimentos,
A. Costa

EM disse...

Bem, agora espero que a Manuela consiga "arrumar a casa".

Mas se isto das directas de 6 em 6 meses virar moda, não me admirava nada...

jfd disse...

Concordo contigo Filipe ;)

Tânia Martins disse...

Também concordo com o Filipe.

Inês o teu post está muito bom, sobretudo a imagem.

Fiquei muito contente com esta vitória e agora, mais do que nunca, tenho esperança na nossa vitória em 2009. É esta a "batalha" que se segue e pela qual vamos "lutar". Agora todos unidos poderemos marcar a diferença e tornar Portugal num país melhor. Eu acredito!

ptavares disse...

Unidos... isso é que o meu sexto sentido já não alcança infelizmente. Ou li mal as entrelinhas dos discursos pós vitoria da Dra. Manuela, ou tenho a Bola de Cristal a precisar de limpeza... mas lá que não me cheirou nada a união isso companheiros e amigos, não cheirou mesmoooo. Pode ser que desta me engane o que não é costume. Não é impunemente que me chamam bruxa...

Diogo Agostinho disse...

A união é na luta, no combate ao Partido Socialista.

O momento de debate foram as eleições. Agora quem venceu tem que definir o rumo. Quem quiser segue, quem quiser critica. A consciência dita isso. Como também dita algo muito importante: a liberdade de escolha do Partido.

Respeitar quem é eleito não é carneirismo, é companheirismo.

União sim. União só quando os nossos ganham não. Quem está no PSD creio que não está obrigado...custa assistir a ataques internos às pessoas e não às ideias. Atacar x ou y porque sim e ameaçar a debandada geral isso sim é triste...muito triste.

Todos sempre unidos sempre! É a nossa força, só tenho pena que as eleições não sejam no dia de Congresso. Os nossos congressos eram momentos marcantes. Fazem falta, deixam saudades...

Nélson Faria disse...

Ptavares,

acredito que PSL encontre o registo adequado aos novos tempos. E que, sendo fiel a si próprio (não espero milagres), não irá importunar muito.

PPC teve um discurso bem pior: profundamente empenhado em unir o partido, mas a garantir desde logo que vai apresentar listas a todos os órgãos.

Eu compreendo a necessidade: tem uma manta de retalhos e precisa de a unir. Mas é uma prova póstuma que não era dos velhos hábitos que precisávamos.