domingo, junho 29, 2008

Momentos Fundadores


Ontem marquei presença no lançamento do livro Pensar Faro, da JSD\Faro, um livro de reflexão e lançamento de estratégias para o município de Faro, principal mas não exclusivamente.

Os parabéns ao amigo Bruno Lage e sua equipa pela iniciativa, que mostra o quanto se pode fazer num concelho em que não somos poder. Fica aqui o blog Pensar Faro para que, como eu, acompanhem o trabalho daquela que é uma das melhores secções do País.

Mas nem só de Faro se fez o fim de semana: o PSD - Distrital de Portalegre organizou em Fronteira um convívio de militantes em que o discurso de António Borges marca a tarde. Os meus cumprimentos ao Bruno Madeira e seus convidados pela amena tarde passada à beira da ribeira.

É trabalho que se faz, tão importante quanto discreto. São estes momentos fundadores que nos fazem voltar a encontrar o ânimo que nos falta em momentos não tão gratificantes na vida de quem faz política.

10 comentários:

Nélson Faria disse...

Há que reconhecer o trabalho daqueles que, em condições muito dificeis, se destacam pela contribuição positiva para a sociedade.

Não há dedicação mais nobre à sociedade do que a actividade política... e são estes momentos que me relembram isso.

jfd disse...

Há que reconhecer realmente.
Não só destes, mas também de muitos mais. Anónimos que no dia a dia o fazem, sem qualquer protagonismo.

E quanto à nobreza da actividade política perante a sociedade, é-o sem duvida. Mas não fica com o pódio.

Nélson Faria disse...

Ministro da Agricultura é o maior incompetente do Mundo

Ouvi o mesmo discurso na tarde de ontem na voz de António Borges. Ontem à noite foi a vez de Marcelo.

Concertação ou coincidência?

http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Portugal/Interior.aspx?content_id=962896

Paulo Colaço disse...

Saudações às estruturas da JSD envolvidas nestes eventos.
Estamos a chegar a um momento de acalmia política (a silly season) e é muito bom ir para férias com trabalho feito.

Bruno disse...

Sobre fazer política "lá, onde é difícil" estou à vontade para falar ;)

Ora aqui está um post que, provavelmente, passará aqui pelo Psico da mesma forma que as acções que aborda: discretamente.

Mas é isto, no fundo, que significa fazer política: perder noites, queimar neurónios, colar catazes, ouvir as pessoas, apresentar propostas a quem ninguém liga... E ainda ouvir dizer que somos uns chulos! Se soubessem o dinheiro que se gasta para suportar uma estrutura da Jota ou do Partido...

Mas, como diz o Jorge, a maioria de nós não anda à procura de protagonismo. E por isso não nos importamos de fazer este trabalho de sapa. Ainda há-de chegar o dia em que os Sócrates e Louçãs da vida serão remetidos para o seu canto!

Margarida Balseiro Lopes disse...

Já tinha visto esta iniciativa publicitada no site da JSD nacional. Parabéns às duas secções da JSD, e aguardo que o Né me empreste o livro (supondo que mo emprestas!;)).

Karocha disse...

Vossas senhorias são inteligentes e gosto muito de vos ler e debater convosco!
Não se esqueçam que é com vocês que eu conto para por este Pais de pé.
Não falhem por favor :-)
Vou youtubar para descontrair!
A propósito já viram o vídeo que está no youtube sobre o SLB?
É notável,rir também faz bem à alma e dá força,peçam ao guilherme se quiserem está claro, vale a pena !;-)

Paulo Colaço disse...

E nós gostamos de a ter por cá.
Não deixe de cá vir.

Nélson Faria disse...

Não posso emprestar porque a 1ª edição já esgotou.

Tenho de esperar uns dias para pedir ao Bruno Lage umas cópias :)

Tânia Martins disse...

Muitos parabéns às duas secções.

P.S.(D) - Mais palavras para quê? ;)