sexta-feira, agosto 01, 2008

Ad Maiorem Dei Gloriam

Ontem, dia 31 de Julho, celebrou-se o Dia de Santo Inácio de Loyola, um dos principais fundadores da Companhia de Jesus, cujos membros são conhecidos por Jesuítas. O título deste post é o seu lema, e traduz-se por: Para maior glória de Deus.

A Companhia cumpriu o sonho deste Santo em estarem preparados para toda e qualquer tarefa útil ao Papa, sendo o seu trabalho como missionários e na educação largamente reconhecidos. São, no entanto, olhados de soslaio pela ala mais conservadora do Vaticano pela visão de alguns dos seus membros quanto a questões fracturantes como o papel das mulheres na Igreja, homossexualidade ou contraceptivos.

O convite que vos faço é que descubram um pouco mais sobre os Jesuítas. Para todas as pessoas que se preocupam com o Mundo em que vivemos, é bom estarmos conscientes que há quem se preocupe com justiça social muito antes dos movimentos políticos e com direitos humanos antes de estes estarem na agenda do dia.

20 comentários:

Nélson Faria disse...

A inevitável wikipedia:

http://en.wikipedia.org/wiki/Jesuits

O user-friendly site da Companhia na Província norte-americana:

http://www.jesuit.org/WhoAreJesuits/JesuitHistory/default.aspx

O portal português:

http://www.ppcj.pt/

E, para quem estiver muito interessado, a wikipedia inaciana:

http://en.ignatianwiki.org/Main_Page

jfd disse...

The point being??

José Pedro Salgado disse...

Ainda existem sectores da Igreja que fazem CLARAMENTE mais bem do que mal.

Aconselho vivamente o livro "Os Jesuítas, Missões, Mitos e Hitórias" de Jonathan Wright

jfd disse...

Humm, confesso a minha total ignorância no assunto.

Nélson Faria disse...

Salgado,

grande sugestão. Uma outra sugestão, e para quem gosta de biografias, é ler "Pedro Arrupe" de Pedro Miguel Lamet.

Pedro Arrupe foi o penúltimo superior-geral dos Jesuítas e tem uma história de vida absolutamente extraordinária.

jfd,

não precisa de ter point...

http://psicolaranja.blogspot.com/2008/05/escaganifobtico.html

Lembras-te? lololololololololol

P.S. O "point" está no último parágrafo. É um convite.

Nélson Faria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nélson Faria disse...

O link não aparece todo. Assim já dá :)

http://psicolaranja.blogspot.com/

2008/05/escaganifobtico.html

jfd disse...

Eu percebi o point com a dica do Salgado. Acho...!

Nélson Faria disse...

Buscais a honra e a glória, Xavier. Mas, no fim de contas, dizei-me: de que serve ao homem ganhar o Mundo inteiro se com isso perder a sua alma?

Sto. Inácio de Loyola, enquanto persuadia S. Francisco Xavier a juntar-se à nova causa, da qual acabou por ser também fundador

Nélson Faria disse...

Quando a culpa é virtude, o padecer é glória.

São João de Brito, quando preso por pregar o Evangelho

Paulo Colaço disse...

"Muita sabedoria unida a uma santidade moderada é preferível a muita santidade com pouca sabedoria."

St. Inácio de Loyola, in Exercícios Espirituais

Inês Rocheta Cassiano disse...

Já que estamos numa onda de citações, sempre gostei muito desta frase de Santo Inácio de Loyola:
"Para aqueles que crêem, nenhuma explicação é necessária, e para aqueles que não crêem, nenhuma explicação é possível".

Para mim, esta frase diz tudo.

PS(D): se tivesse sido outa pessoa que não o Né a escrever o post, eu estranhava, eh eh

Paulo Colaço disse...

É uma excelente citação, pois é.
Uso-a de vez em quando mas não sabia que era de Santo Inácio.

Este post já deu jeito ;)

Inês Rocheta Cassiano disse...

Eu sempre tive mais contacto com uma das duas grandes áreas de intervenção social da Companhia de Jesus: a sua vertente educacional. Confesso que só conheço o colégio S. João de Brito, indiscutivelmente uma das melhores escolas de formação pessoal e educacional do país. Quando a preocupação das escolas é não só formar alunos, mas também formar pessoas, como é este o caso, é aquilo a que se chama "difference-maker".
Mais destes exemplos houvessem.

Nélson Faria disse...

Para terem uma noção mais apurada da dimensão da formação jesuíta:

http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_Jesuit_institutions#Portugal

Fordham U., Georgetown U. e o Boston College - todos nos EUA - são também instituições jesuítas.

E agora uma citação de um senhor "novo":

O mundo avança mesmo sem nós, de nós depende que avance connosco.

P. Pedro Arrupe, Superior Geral 1965-1983

José Baptista disse...

Sinceramente, é bom ver estes temas serem levantados por jovens, amigos e num blog de elevado "status" como o grande psico.

Admito que me surpreendeu o post do Né, e sinceramente mais ainda fiquei com os saudáveis comentários (com excepção dos da Inês que já seriam de esperar).

Conheço um pouco da obra de Sto. Inácio de Loyola, já trabalhei em projectos dos Jesuítas e são gente que sabem o que fazem e porque fazem. Grandes ideais de mobilização pela causa humana.

O contributo da religião na sociedade tem sido imenso e lamentável é que não deêm aos seus agentes o devido valor.
No bom e no mau.
Faz-me confusão o estranho laicismo que vivemos.

Parabéns meus amigos.

Nélson Faria disse...

Zé,

é de facto um clima de fobia o que se vive no nosso País quando se fala de religião. Apressam-se os juízos e perde-se a mensagem.

Mais uma citação:

Um tronco de árvore grosso e disforme nunca sonharia poder transformar-se em obra de arte, e por isso nunca se submeteria ao escopro e ao martelo do escultor, capaz de ver nele o que dele pode ser feito.

Santo Inácio

A.Costa disse...

Caro Nélson,
Parabéns pelo post.
Cumprimentos,
A. Costa

Bruno disse...

O post serviu para aguçar a curiosidade. Quando tiver algum tempo hei-de pesquisar sobre Inácio e os Jesuítas. Já falta pouco para as férias...

Concordo em absoluto com o Zé Pedro: existem sectores da Igreja que fazem CLARAMENTE mais bem do que mal.

Cidália disse...

No Porto existe um grupo de inacianos orientado por jesuitas de que o Padre Vaz Pinto faz parte.
Para quem não saiba ou não se lembre, o Padre Vaz Pinto já foi o responsável pelo ACIME (integração das minorias etnicas).
Este grupo inaciano, o CREU, tem uma actividade impresionante: debatem temas da actualidade, fazem cerimonias religiosas (a última foi a encenação da via sacra na FOZ, com barcos de pescadores e tudo), retiros para reflexão. Para os mais jovens e estudantes Universitários existe um espaço fisico onde se reunem, estudam e ensaiam expressões artisticas desde a musica à pintura.
As actividades, na sua maioria, são perfeitamente abertas, só não comparece quem não quer.
Os que não aderem a estas iniciativas, ficam sem poder dizer que a igreja não faz nada e tal...