quinta-feira, abril 17, 2008

Nos bicos dos pés...


Já não é novidade mas ele fez questão de o dizer: José Pedro Aguiar Branco é candidato (a candidato) a Presidente do PSD. Foi em entrevista à Visão que o ex-Ministro da Justiça do XVI Governo Constitucional considerou que tem possibilidades de derrotar Sócrates e mostrou-se disponível para defrontar Menezes, dando mesmo a entender estar preparado para um Congresso Extraordinário.

Depois de Pedro Passos Coelho, ter garantido que não faria guerrilha interna, eis que surge mais um militante disposto a ser solução alternativa à actual liderança laranja que é acusada por Aguiar Branco de dividir o partido por ter, por exemplo, lançado suspeitas sobre direcções anteriores e afastado deputados que não era membros da direcção.

As reacções não se fizeram esperar. A Comissão Política Nacional, através de Ribau Esteves diz que não há novidades nesta posição do advogado portuense e considera que não há razão para antecipar o calendário eleitoral interno. António Capucho, um dos opositores a Menezes que mais tem dado nas vistas ultimamente, concorda com as críticas de Aguiar Branco mas acha cedo para se pronunciar sobre um eventual apoio. Alberto João Jardim é que não deixa margem para dúvidas: “se querem que o PSD/Madeira, que é de facto o grande triunfador do PSD a nível nacional se afaste, então ponham lá esse senhor a líder”.

E o que diz o Psico?

Fontes: Rádio Renascença, Sol e Diário Digital

34 comentários:

Bruno disse...

Confesso que até gosto de Aguiar Branco. Mas, sinceramente, não percebo porque raio começou ele a ser aventado como solução para Presidente do PSD.

Não considero que tenha experiência política suficiente apesar de saber que isso pode querer dizer pouco caso tenha uma boa equipa (e um bom Secretário Geral) com ele.

De qualquer forma - como já disse aos psicóticos - não tenho muito jeito para fazer funerais sem ter morrido ninguém e, para mim, Menezes ainda é Presidente do PSD até 2009 que é quando termina o seu mandato.

Bruno disse...

Lisboa, 17 Abr (Lusa) - O líder parlamentar do PSD, Santana Lopes, frisou hoje que a direcção de Luís Filipe Menezes "resulta da vontade dos militantes livremente expressa no tempo devido" e defendeu que essa é a alternativa de Governo a construir. (http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/7582f9860dd0d991318ffe.html)

Bruno disse...

Lisboa, 17 Abr (Lusa) - O deputado do PSD Montalvão Machado defendeu hoje que a direcção do partido, liderada por Luís Filipe Menezes, deve cumprir o seu mandato até ao fim, apresentando-se às eleições legislativas de 2009. (http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?article=340320&visual=26&tema=1)

Tiago Sousa Dias disse...

Os mandatos são para cumprir...

Anónimo disse...

quando o titanic está a afundar-se que se lixem os mandatos!

Tété disse...

Melhor que do que cumprir um mandato até ao fim, é o orgulho de fazer o melhor por um todo.

Tété disse...

Boa imagem!!! Estica-te, estica-te...pode ser que ainda lá chegues ;)

P.S. - Ainda não tenho opinião formada sobre esta candidatura a candidatura mas sou adepta das mudanças por reais melhorias.

Nélson Faria disse...

Em 2007 houve duas pessoas com medo e um corajoso: MM foi o corajoso (e voçês sabem que eu era um crítico, mas não é por isso que deixamos de reconhecer qualidades às pessoas) que entendeu ser necessário ser novamente sufragado - também estava enganado e pensava que ia ganhar; LFM e Aguiar Branco eram os senhores com medo - LFM caminhava para a derrota certa mas senão avançasse, tendo em contra o ruido que fazia na comunicação social, perderia a cara para um dia poder ser candidato, enquanto Aguiar Branco sondou as águas e entendeu não ser a sua hora.

MM arriscou e perdeu; LFM colocou a corda ao pescoço e ganhou; Aguiar Branco mexeu-se e acabou por dizer que ganhar MM ou LFM era a mesma coisa.

Tenho a maior simpatia pela aparência de trabalho enquanto Ministro; enquanto candidato a líder do partido não lhe reconheço ainda uma centelha de ideias para o fazer. E não gosto deste caminho de interrupção de mandatos mas... se houver congresso irei lá dar um ar de minha graça :)

Curioso o comentário de AJJ: disse que o PSD era o partido do povo e que não aceitava que entregassem o partido à burguesia portuense. Compreendendo o que ele disse, estará AJJ esquecido de Sá Carneiro? :)

Inês Rocheta Cassiano disse...

Eu concordo com o Tiago, verdade é também que já se esperava. Nos últimos tempos, Aguiar Branco tem vindo a "empoleirar-se" cada vez mais, alertando LFM para a falta de credibilidade do PSD. Porém, é preciso lembrarmo-nos que Luís Filipe Menezes foi eleito pelos militantes do PSD, conferindo-lhe total legitimidade para desempenhar todo o seu mandato. Mesmo havendo opositores e críticas ao seu desempenho enquanto líder, não é caso para falarmos em Congressos antecipados e novas eleições. Com esta visão, andaríamos sempre nesta roda viva porque vai haver sempre, pelo menos um, que vai discordar!
(Não me recordo bem qual é que foi a diferença entre MM e LFM mas penso que ainda foi alguma).
Se Aguiar Branco pensa ter chegado o seu momento para se afirmar como alternativa credível e viável, que avance em 2009!

PS(D): essa imagem faz-me lembrar dolorosos velhos tempos.

Diogo Agostinho disse...

Acho interessante assistir a este enviar de curriculum vitae para o posto de Presidente do PPD/PSD.

Porém, assistimos não a uma candidatura a um lugar vago mas a algumas candidaturas espontâneas!

Agora é tempo da Direcção de Recursos Humanos guardar nos ficheiros durante o prazo de 12 meses! E enviar um lembrete de agradecimento!

Luís Nogueira disse...

Neste momento para alguns militantes, para além do cumprimento legitimo do mandato é tudo uma questão de o actual lider ser ou não ser o homem, que pode derrotar o "Engº" Sócrates em 2009.

Há quem pense que não e recorre às sondagens para fundamentar a sua opinião. Há quem pense que sim e recorde os tempos dificeis, em que o PPD/PSD deu a volta por cima, alcançando vitórias históricas.

Sobre o melhor caminho a seguir, não tenho uma opinião formada.

Mas gostava de ver esclarecidas 3 questões que, embora venham mencionadas no "Povo Livre" e na imprensa em geral, continuo sem saber em concreto o que é que a direcção do meu Partido pretende com elas. Em concreto ou de que forma objectiva: *como seria a nova CRP? *como pretendem reduzir o peso do Estado na sociedade? *qual será o mecanismo eleitoral e as regras, que permitirão às bases elegerem os deputados?

Bruno disse...

Grande trocadilho, Diogo! hehe!

Quanto às questões do Luís, ou mesmo que fossem outras, sou forçado a admitir o seguinte: é difícil perceber o que pensa Menezes e o "seu PSD" (como gosta de dizer) sobre vários temas.

Ou porque ele pensa uma coisa e a bancada parlamentar pensa outra. Ou porque ele defende agora o contrário do que defendia quando era oposição a Marques Mendes. Ou porque ele próprio ainda não defende nada apesar de dizer que já pensou no assunto...

Assim é complicado passar a mensagem!

Filipe de Arede Nunes disse...

Interessante a tomada de posição do Rui Rio hoje sobre a lei autarquica. Recomendo que leiam as suas declarações.
O PSD está completamente à deriva. Adivinho desgraças profundas para este partido se esta liderança se mantiver durante muito mais tempo! Os militantes erraram e entregaram o partido a gente incompetente, sem carisma, sem ideias.
Sobre Aguiar Branco, Passos Coelho ou qualquer outro: antes de se apresentarem como candidatos, e que tal apresentarem umas ideias para aqui a malta discutir?
Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

PS: Os mandatos são, em regra, para cumprir. Mas a qualquer custo?

Filipe de Arede Nunes disse...

Mais um breve comentário: as diferenças de estilo de Passos Coelho e de Aguiar Branco face a Menezes são evidentes, sendo o estilo tranquilo, organizado, educado, respeitador dos primeiros preferencial ao arrogante, demagógico, popularucho, infeliz, incompetente do segundo.
Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

PS: Venha lá o Conselho de Jurisdição levantar-me agora um processo por delito de opinião!

Nélson Faria disse...

Mas queres mesmo Filipe? Eu posso sempre fazer uma queixa ;)

Compreendo o temor e o receio pelo futuro do psdmas, por enquanto, só digo uma coisa: não tenho vontade nenhuma de salvar os militantes da sua escolha

Adorei esta frase do PPC, ainda que tenha sido eu um cúmplice singular da escolha (digo singular porque não mobilizei nem tentei convencer ninguém a votar no LFM, apesar de eu o ter feito).

O AJJ definiu a época do deve e haver e eu concordo: final de 2008. Na esteira de Pacheco Pereira: 6 meses chega e basta.

Filipe de Arede Nunes disse...

Nelson,
Só ando à procura de mais um motivo para bater com a porta. Estou a chegar ao meu limite!
Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Bruno disse...

Filipe, a porta está sempre tão aberta para os militantes sairem como para eles entrarem, como sabes.

Agora, a questão é: o que leva alguém com a tua convicção a sair de um Partido? Uma conjuntura? Não vês um caminho para o PSD? Achas que não tem salvação? Achas que te enganaste no partido que escolheste?

Nélson Faria disse...

Perguntas complicadas...

Paulo Colaço disse...

Entro pela primeira vez neste tópico para reforçar uma pergunta do Filipe: "Os mandatos são, em regra, para cumprir. Mas a qualquer custo?"

Haverá momento em que a estabilidade dos mandatos é negativa?

Já aqui escrevi uma vez que sou pela estabilidade dos mandatos mas que tenho uma ressalva: se a manutenção do "status quo" estiver a arruinar a instituição, a estabilidade do mandato deixa de ser um bem em si.

Paulo Colaço disse...

Em todo o caso pergunto: quem é que diz que uma instituição se encontra em processo de ruína? Os associados/militantes? Os comentadores? As figuras respeitadas da instituição? As sondagens? Quem? Haverá barómetro?

Eu insurgi-me contra o vilipêndio dos novos regulamentos mas será que essa monstruosidade diz algo aos militantes? Alguns nem notaram. Preferiram atirar pedras a um razoabilíssimo fundo azul. Preferiram chocar-se com a ausência de duas setas num logo que já nem as tinha!

Por vezes pergunto-me se as coisas com que me insurjo dizem alguma coisa ao comum militante. Eu dizia: “olhem que Menezes é um perigo…” e recebia de volta indiferença e frases semelhantes a “isso não interessa nada: com o Mendes não vamos lá”!
E eu respondia: “mas Mendes tem coerência”, e respondiam “mas é fraco”.
E eu voltava: “mas o importante é ter a serenidade para gerir o ciclo, e Mendes tem essa serenidade”, e ouvia: “mas já viste as sondagens?”.

Por isso pergunto: por muito que a nós nos perturbe a gestão duma instituição, será que somos acompanhados pelo cidadão de carne e osso que não perde 2 minutos para reflectir o rumo da sua vida quanto mais o de um partido?

José Pedro Salgado disse...

Repito o que já disse num post anterior: o 2009 menos 1 é daqueles tiros no pé que se arrisca a levar-nos tudo até ao joelho.

Inês Rocheta Cassiano disse...

Eleições a 24 de Maio e Menezes não é candidato? Alguém que me explique o que se está a passar...
Menezes sente-se assim tão ameaçado? Foi um tiro no pé? Uma reacção a quente?

Luís Nogueira disse...

Raios!Já não terei resposta às minhas perguntas...

José Pedro Salgado disse...

Lá se vai uma rótula...

Bruno disse...

E pronto! Disseram ao Menezes que eu fiz um posto sobre o Aguiar Branco no Psico e o homem demitiu-se... raios! Deu-me cabo do post, hehe!

Bem malta, toca a ir discutir para o post do Né: e agora?

Tânia Martins disse...

Pois...eu já cheguei tarde para comentar neste post!

Mas confesso que o Filipe tem um sentido apuradíssimo. "Adivinho desgraças profundas para este partido se esta liderança se mantiver durante muito mais tempo!" É que a desgraça desta liderança veio mesmo, embora mais cedo e talvez menos relevante do que se continuasse.

Diogo Agostinho disse...

O Conselho de administração reuniu e depois do acréscimo de candidaturas espontâneas abriu vaga!

Agora aceitam-se candidaturas a lugar de liderança! Preferência a quem apresente carta de recomendação e tenha um bom contacto com a população na óptica do utilizador!

Nélson Faria disse...

Agitaste as águas em demasia Bruno. ;)

jfd disse...

Começo a ficar fã dos comentários do Diogo.
São subtimente deliciosos ;)))

Bruno disse...

Sim, os comentários do Diogo estão tão bons que eu vou aproveitar que estou aqui no escritório da Tété para ver alguns dos CVs que ela aqui tem...

Olha, temos aqui malta com experiência de: servente de pedreiro, carpinteiro de cofragens, armadores de ferro... eh lá! Se os candidatos forem estes o Menezes ainda tem alguma hipótese ;)

Se ele continuar a birra de que não é candidato ao partido e preferir candidatar-se a serralheiro, ela diz que tem aqui uma vaga para uma obra em Tróia...

Nélson Faria disse...

Então e o Aguiar Branco? Emudeceu de repente?

Bruno disse...

Parece que está a "preparar-se"...

Bruno disse...

Manuela Ferreira Leite anuncia a candidatura a Presidente do PSD e Aguiar Branco lá pôde dar descanso aos músculos das pernas ;)

Nélson Faria disse...

lol