quinta-feira, abril 17, 2008

Cancioneiro


Rui Gomes da Silva é especialista em tiros no pé. A maior parte deles faz ricochete e atinge o Partido.
No “caso Fernanda Câncio”, terá disparado assim tão ao lado quanto a opinião pública faz crer?

17 comentários:

Paulo Colaço disse...

Certo tipo de ataques que fazemos aos adversário só o favorecem, mas ver todas as baterias contra uma pessoa dá para desconfiar...

Até que ponto Gomes da Silva está enganado?

Nélson Faria disse...

Eu acho que Gomes da Silva está redondamente enganado... e o Partido só perde e desperdiça capital político e atenção mediática com este caso.

Fernanda Câncio pode ser a maior caceteira do PSD (como ele alega), mas é também uma reputada jornalista, particularmente na área dos bairros.

Esta é uma daquelas questões em que, mesmo que haja favorecimento, não é através de um ataque institucional do Partido que se resolve mas através dos nossos contactos na imprensa.

Pode-vos parecer absolutamente maquiavélico mas o favorecimento, a existir, não deve ser combate do PSD mas da área política do partido representada na imprensa. O Partido e a sua CPN falam das políticas e das grandes ideias para o País.

Um caso em que uma jornalista com trabalho publicado naquela área é escolhida pelo seu envolvimento num projecto privado que se apresentou aquele canal não me parece uma grande bandeira.

É um disparate a somar à ideia de acabar com a publicidade na RTP e fazê-la depender completamente do erário público: 20 anos de retrocesso na política do PSD para a televisão e que não honra o trabalho de Morais Sarmento na recuperação daquela entidade.

Nélson Faria disse...

P.S. Questão muito interessante: porque é que as fotos publicadas de Fernanda Câncio são sempre tão "artísticas"?

José Pedro Salgado disse...

Não sei se está certo ou errado. E como eu toda a gente.

Pode ser que tenha toda a razão do mundo, mas o problema é que conjecturas sem provas não passam disso mesmo...

EM disse...

Rui Gomes da Silva fez o comunicado em representação da direcção do PSD. Portaram-se como uns canalhas. É como o Marcelo disse. Foi abaixo de cão. Sem ofensa para os cães.

Eu estava para entregar hoje o cartão de militante...

Bruno disse...

Parafraseando Luís Paixão Martins: o problema de Rui Gomes da Silva é que dispara sempre de metrelhadora.

Desta vez, até poder ter acertado o tiro. O problema são os danos colaterais que provoca sempre...

E o barulho. Que também incomoda... principalmente quando é injustificado!

Tânia Martins disse...

Só um comentário depois da bomba lançada hoje: mais um ponto negativo! (somar que é bom, nada!)

Paulo Colaço disse...

Nós temos feito somas, Tânia, as parcelas é que são muito más!

Proponho um exercício.

Se fosse o Ricardo Araújo Pereira a vir dizer algo do género: "Coluna do DN para poder bater no Santana sem limites? Programa de Televisão pública? Também quero namorar com o Sócrates!", que efeito teria?

Alguém chamaria devassa da vida privada de Sócrates? ou de Câncio? Será que achariam tratar-se apenas uma piada muito oportuna?

Esqueçamos, por momentos, que foi um Vice-Presidente do maior partido de oposição a dizer o que disse.

Diogo Agostinho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diogo Agostinho disse...

Completamente de acordo Colaço!

Esta mulher dedica-se a bater em quem é oposição ao namoradinho! Não gosto, não é séria e isenta!
Não tenho que aturar e pagar salários!!! a uma pessoa que tem problemas em casa ou onde for!

Jornalismo tem que ser de seriedade se não é comentadora!

Acho que a investigação deve ser feita da seguinte forma: existe correlação entre este facto e se calhar a chegada de Malato ao horário nobre?

EM disse...

Sócas fala para a FéFé: "Que rica namorada que tu me saíste,pá (?) Até mandas um líder da oposição abaixo sem abrir a boca. Onde eu estaria se te tivesse conhecido mais cedo na minha vida..."

Ehehehehe

Bruno disse...

Colaço, será que podemos mesmo esquecer?!?!? Se fosse RAP a dizer isso, estaria a fazer o seu trabalho. Se tivermos Agostinho Branquinho a questionar na Assembleia da República sobre esta contratação, podemos admitir que está também a fazer o seu trabalho.

Mas o Estado-Maior do maior partido da oposição estar todo tão preocupado com um contrato realizado pela RTP onde - lá pelo meio - aparece Fernanda Câncio como colaboradora... não me parece justificado.

Com os problemas que se vivem no país, não me parece justificado. Acho que há situações mais graves para que Rui Gomes da Silva se preocupasse.

Nélson Faria disse...

Concordo com o Bruno. Isto parece-me ressabiamento puro e duro. Justificado, sim, mas ressabiamento.

E este PSD já devia ter aprendido que as guerras com a comunicação social não se ganham pela hostilização directa. Eles são um meio, e é assim que temos de os ver, não um fim.

Mendonça disse...

Foi, no mínimo, nojento!
Que vómito!

E meu caro amigo Paulo Colaço, com tão dignos amigos jornalistas, não o via a postar uma coisa assim :) eheheh

Paulo Colaço disse...

Sim, meu velho Mendonça: é por conhecer jornalistas dignos e sérios que, facilmente, consigo perceber quem são os maus :)

Bruno disse...

Jornalistas dignos e sérios? Não deves estar a falar do Mendonça...

Bruno disse...

Agora que o Mendonça já deve ter começado a afiar as garras, eu explico: é que ele não é sério, até é bastante brincalhão, hehe! Uma pessoa muito alegre, o nosso amigo que há tanto tempo andava desaparecido aqui do Psico ;)