sexta-feira, março 07, 2008

Apesar de tudo, terei saudades...

22 comentários:

Anónimo disse...

O Público fez uma brincadeira com o estilo bem-humorado de Bush. O futuro ex-senhor do Mundo dançou em público por diversas vezes.
Tem piada. Vejam: http://www.publico.clix.pt/videos/?v=20080306115202&z=1

Nélson Faria disse...

Tudo isto enquanto esperava por McCain.

É um tipo com grande sentido de humor!

jfd disse...

Claro, e o Yeltsin tb...
Deve ser dos maus figados...

tiagosousadias disse...

minha nossa senhora....

Vermouth disse...

No comment...

Bruno disse...

Ainda me lembro de um post que tivemos por aqui em que Bush "dançava" uma dança africana (confesso que já não me lembro onde).

O Diogo Agostinho veio comentar dizendo que era o melhor Presidente Americano e eu ainda pensei que ele estivesse a ser irónico ;) Não estava!

A verdade é que sou dos que nunca achou Bush tão mau como o pintaram. Acho que deu muito jeito ao mundo os EUA terem um Presidente com ele na altura em que foi. Tenho pena que saia sem ter tempo de "meter Hugo Chavez no sítio".

Estou entusiasmado com Obama mas confesso que se tivesse que votar nele tinha medo do que por aí viesse...

jfd disse...

Nós Europeus temos a mania. E contra mim, também falo.
Ora achamos os Americanos muito bons, ora muito maus.

Para nós, ou Bush não presta e cagamos de alto, ou então ao mais alto estilo cagão dizemos que é do melhor que há aí!

Vá-se lá saber porquê!

Para mim Bush não presta, não prestava, nem vai prestar.
E tenho opinião e bem fundada. E por isso, não preciso de Imodium Rapid para me conter.
Aqui vai:
- Os Americanos estão em Guerra e pagam-na com VISA ;)
- Nessa guerra gastam mais em 4 dias de Iraque que em 4 anos de segurança interna.
- Não conseguem travar os Mexicanos, nem o resto dos ilegais.
- Não conseguiu passar a lei da neo-amnistia junto com o Kennedy e o McCain
- Deu poder e ouvidos aos neo-cons para que pudessem levar a sua avante
- Privatizou serviços básicos das forças armadas pelos quais passou a pagar mais de 1000%
- Foi uma porcaria de Presidente a gerir o Katrina
- Foi uma treta a gerir os primeiros momentos do 11 de Setembro
- Quer acabar com a Segurança Social tal como existe, não conseguiu nenhuma reforma em 8 anos!!!!
- O seu amigo e advogado foi o PIOR Procurados Geral dos EUA que há estória
- Conivente com todos os escândalos com os Republicanos mais proeminentes, nomeadamente a substituição do procurador geral pelo seu amigo mexicano, acima mencionado, uma vergonha digna de filme
- Inúmeras gaffes, algumas divertidas!
- Politica externa dos Estados Unidos... nem sei onde começar... Apostas em vencedores como os lideres do Paquistão e afins...
E muito mais haveria para dizer...

A análise se Bush foi bom ou não, terá de ser uma coisa séria e feita de dentro para fora e não de fora para dentro. Pois a sua contribuição para o mundo, a meu ver, é negativíssima. Nos EUA o feeling é divido.
Escândalos múltiplos, problemas com o medicare, o medicaid, o no children left behind (palhaça de meia noite), os tax cuts para os mais ricos, etc e tal fazem com que se pense ou de uma forma ou de outra. Resumindo, quem embolsa dinheiro tá feliz, o resto que se lixe. Depois há os coitadinhos que se conformam!

São 8 anos... E isto que aqui escrevi nem foi ½ de 1 mês!

Bruno disse...

Bem... agora aguarda-se a resposta do Né e - pior ainda - do Agostinho... Jorge, segura-te bem ;)

Uma crítica ao teu comentário: não dizes se afinal ele dança bem ou mal :D

xana disse...

Eu não tenho nada contra o sentido de humor de Bush. E acho que os políticos são pessoas como as outras e este jeito descontraído é um máximo!Especialmente no cargo que ocupa.
Ele até pode ser um bocadinho "Goofy", mas até acho que acaba por ser uma coisa boa (não inclui as gaffes, obviamente, nem tem nada a ver com as opções políticas que faz, apenas o estilo).

Que tal deixarmos de lado essa mania que o sentido de humor se confunde com irresponsabilidade?

Bruno disse...

Sim, e que tal? Eu já deixei Xana. Há muito tempo. Aliás, até já disse por aqui que têm maior responsabilidade os futebolistas do que os políticos no exemplo que dão com a postura que assumem...

jfd disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jfd disse...

Nopes Xana, que tal deixar a mania de utilizar a patetice de alguém como álibi para a extrema estupidez???

Há uma semana atrás numa conferência de imprensa perguntava o jornalista a quanto estava a gasolina, o Exmo. senhor não sabia responder. Quando lhe disseram que estava perto dos $4 ficou espantado; "Está?". Como follow up perguntaram-lhe sobre uma energia alternativa e ele respondeu "Sem chumbo?"
Parece piada, mas a (triste) piada é não ter sido piada.

Eu gosto de factos.
Não gosto de branqueamentos de carácter com subterfúgios como
esse do humor vs irresponsabilidade. Sinto no meu bolso TODOS os dias, as acções desse senhor. Ele que se #$%&!

xana disse...

Caro jfd, acho que não percebeste o que quis dizer. É preciso perceber quando este exmo. sr. usa as suas piadas para esconder a sua ignorância face aos problemas reais do país que governa, de quando está, tão somente, a ser aquilo que é: descontraído.

Nada é absolutamente transversal. Tudo tem as suas nunaces. Não achas?

Todos percebemos, não apenas tu, quando Bush usa isto como subterfúgio. Mas tenho pena, então, que tu não percebas quando o mesmo não o faz.

Não deixa de ser a minha opinião, a minha percepção. E como tudo na vida, há sempre dois ou mais pontos de vista, depende do ãngulo.

Nélson Faria disse...

Blah!

Tou em Fronteira no Alentejo.

Grande fim de semana na Cimeira Alentejo 2008, grande evento de discussão onde fomos superiormente recebidos pelo Bruno Madeira, Presidente da JSD Fronteira.

Já li o suficiente do JFD para saber que a realidade norte-americana escapa-lhe por vezes.

Eu dou-lhe o desconto e guardo a discussão para a outra altura ;)

P.S. Espere que ele aproveite bem o tempo para poder responder a perguntas, algo a que ele se furta muitas vezes lol

jfd disse...

Xana não percebi não.
E também não percebi isto:

Todos percebemos, não apenas tu, quando Bush usa isto como subterfúgio. Mas tenho pena, então, que tu não percebas quando o mesmo não o faz


Não preciso do teu desconto para nada Nelson nem dos teus atestados passados ao meu conhecimento.
Não te respondi a uma questão pela tua desonestidade e pela forma como queres que as coisas sejam discutidas nos termos que ditas.
Se é nesses que queres falar, fica a falar sozinho.

Haja paciência.

Anónimo disse...

Bruno,
Eu respondo pelo jfd.
O homem dança muito bem. Espero que tenha sido ele o treinador dos soldados americanos que estão no Iraque. Eles sim, precisam de dançar bem para fintar as balas e os petardos.
Já o Presidente dos EUA para que precisa de mostrar que sabe dançar? Poupe-nos Sr palhaço...

Nélson Faria disse...

Ooohhhh

Amuou outra vez.

Tadito!

xana disse...

Bem, passámos ao lado de uma discussão interessante...

Há dias assim...

Paulo Colaço disse...

Convém que eu diga qualquer coisa sobre o tema que lancei :)

Bush é um americano médio, com aquilo que isso tem de bom e de mau.

Chegou a POTUS, dando ao mundo mais uma confirmação do Princípio de Peter.

Encaro Bush como o programa da SIC "Os malucos do riso": não gosto, mas já mandei umas gargalhadas ocasionais, no zapping.

jfd disse...

Hummmm
A Xana continuo sem perceber.
O Né já sabe o que a casa gasta.
O anónimo não sei quem é.
O AB vai ter de me explicar o que é o Principio de Peter ;))

Hugz

Paulo Colaço disse...

Princípio de Peter, no original: "In a hierarchy, every employee tends to rise to his level of incompetence."

Tradução livre: Num sistema hierárquico, todo o funcionário tende a ser promovido até ao seu nível de incompetência.

Foi formulado por Lawrence Johnston Peter (1919–1990), antigo professor na University of Southern California.

O Princípio de Peter tornou-se famoso com a publicação da obra homónima, de 1969, hoje considerada um clássico na área da gestão empresarial. (in Wiki)

jfd disse...

Olha Obrigado ;)
Já aprendi mais uma coisa hoje!