quinta-feira, dezembro 06, 2007

Só mais um bocadinho...

Ontem, em comunicado, o LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil) adiou para a segunda semana de Janeiro a entrega do estudo comparativo sobre o Novo Aeroporto de Lisboa.

Lê-se, no PortugalDiário, : "«O prazo de entrega do estudo comparativo sobre o Novo Aeroporto de Lisboa [...] foi alargado para o decurso da segunda semana de Janeiro de 2008», refere o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), o que traduz um atraso de cerca de um mês."

Em Janeiro adiam para quando?

Pois, é só pedir "mais um bocadinho" de polémica, de histórias mal contadas, de amuos à Mário Lino e de incertezas sobre a utilização de fundos públicos...

Diz o ditado que "o que nasce torto, tarde ou nunca se endireita", e parece verdade.

8 comentários:

Paulo Colaço disse...

Não sei se vai haver novo adiamento, mas onde nunca houve adiamente nem redefinição foi/é na localização que Sócrates e Lino pretendem: Ota.

Uma coisa é certa: governar é escolher. Podemos fazê-lo bem ou mal que em Portugal é (quase) indiferente. Porquê? Porque a não responsabilização é nota dominante.

Ou seja, só por grave falta de zelo e evidente gestão danosa é que se vai atrás de um governante. E eu pergunto: já viram acontecer?

Todos os estudos falam na solução Ota como a mais cara e a tecnicamente menos acertada, mas dou a minha cara à chapada se não for essa a decisão final.

Governar é decidir, claro, mas nesse caso quero ver os autores dos estudos processarem um Estado danoso para o país...

Diogo Agostinho disse...

É de facto íncrivel como pode acontecer isto em Portugal. Um estudo com data marcada para ser anunciado com um impacto tremendo no futuro do país e ha hora quase h...adia-se.

É o espelho de falta de planeamento e sobretudo de cumprimento dos prazos!

Margarida Balseiro Lopes disse...

Resta saber se é só de facto "mais um bocadinho"...

António Pessoa disse...

Uma vergonha.
Depois de tanta propaganda à Ota, os adiamentos sucedem-se. O governo de José Sócrates no seu pior.

Margarida Balseiro Lopes disse...

"É o espelho de falta de planeamento e sobretudo de cumprimento dos prazos!"

Ó Agostinho, só na UV é que isto não acontece!;)

diogo agostinho disse...

É mesmo! A UV deveria ser um modelo para o país!

Anónimo disse...

Só falta dizer: "o que nasce torto, "jamais" se endireita"...

big mamma disse...

Parece que o LNEC não quis ficar com má imagem e já deixou sair uns boatos que nos permitem antecipar a sua decisão...
A minha pergunta: não seria de averiguar a fonte destas coisas? As fugas para a imprensa de organismos do Estado deviam ser exemplarmente punidas! Quem sabe se não são propositadas para causar certos impactos na opinião pública?