terça-feira, dezembro 18, 2007

Europe's West Coast



No maravilhoso passado dia 13 de Dezembro, passámos a conhecer a nova imagem com que se vende Portugal, Cá dentro e Lá fora. Uma concepção moderna, clean e com caras famosas. Fotos de um famoso artista, e um moto mais feliz que o último Allgarve.

Eu penso que seja uma campanha feliz. A ver se se capta mais Investimento Directo Estrangeiro. Venha ele que bem precisamos! Isto de se vender um país tem muito que se lhe diga. E nós temos realmente bons argumentos. Só há algo que penso que falha nesta estratégia de comunicação inegrada e que vejo bem patente em algumas das nossas concorrentes mais directas, um endereço web que se decore facilmente patente em local visivel...

Em todo o caso os sites a visitar são:

http://www.visitportugal.com/

http://www.investinportugal.pt/

Que pensam vocês desta campanha? Da temática? E já agora dos argumentos utilizados para "vender" Portugal?

14 comentários:

Paulo Colaço disse...

Acho piada ao conceito da Ocidental Praia Lusitana passar para "Europe's West Coast", mas pouco mais.

Não vendemos Portugal com a imagem de portugueses que singraram no estrangeiro. Claro que nem só da cara do Ronaldo vive a campanha e claro que nem só de Torres de Belém pode viver a publicidade ao nosso país, mas que mensagem se pretende passar?

"Venham a Portugal porque foi aqui que nasceu o Mourinho?" ou "Se vierem a Portugal pode ser que consigam passar pela Marisa na rua?".

Acho pobre e redutor, fraca mensagem. Ou, se calhar, estou a ser tacanho e a não perceber que as campanhas são estratégias anuais e que vão variando para não serem mais do mesmo.

jfd disse...

Pois vocês, comunicadores, pessoas do marketing saberão melhor que eu. Eu para mim é tudo simples. Talvez simples demais :) Se bem que o teu comentário é contraditório q.b. :) Fiquei igual !

Tiago R Cardoso disse...

Não está mal, não senhor, claro se descontar o valor pago ao fotografo, até que está boa.

jfd disse...

Quanto terá sido?
Eu não o conheco, mas será bem famoso pelo seu trabalho não é?

Paulo Colaço disse...

Tudo é possível. Talvez até tenha sido um fotógrafo mediano que teve um bom Director Criativo ehehehe
(brincadeira!!!)

Sujeito Poético disse...

Acho a ideia genial! Os portugueses precisavam de algo para "levantar" a moral e nada melhor que mostrar o que este país tem de bom e de melhor! Pessoas espectaculares que têm orgulho na sua pátria e zonas maravilhosas deste nosso pequenino Portugal.

Anónimo disse...

Rendo-me: se as campanhas são anuais, devem ser cada vez mais inovadoras, frescas, destinadas a vários tipos de alvos, com diferentes grafismos.
Tudo a mudar anualmente.

Margarida Balseiro Lopes disse...

Acho redutora a imagem que esta campanha passa do nosso país. Cristiano Ronaldo, Mourinho, António Damásio, entre tantos outros, ficam a dever bastante ao património histórico-cultural do nosso país. Para além do facto de todos eles terem ido "lá para fora" para poderem vingar.

Claro que a campanha é estratégica, não me parece de todo é que tenha sido a melhor.

big mamma disse...

O anónimo (anónima) sou eu.

Nélson Faria disse...

A campanha é mais orientada para o comércio internacional do que para consumo interno.

A ideia por trás da campanha é, com rostos familiares da comunidade mundial fazer uma afirmação: Portugal não é só praia e fracos recursos humanos. Temos muita qualidade que já é exportada e voçê sabe-o.

Gosto da ideia.

Paulo Colaço disse...

Começo a olhar com mais gosto pela campanha.
Não é comum mudar de opinião devido às discussões do Psico.
Com o psico, todos os dias aprofundo as minhas convicções, explico melhor os meus pontos de visto, aperfeiçoo a capacidade de argumentar, aprendo com as opiniões dos outros, divirto-me com as "guerras" que aqui mantemos, orgulho-me do espaço que ajudei a criar mas mudar de opinião é menos frequente.

:)

jfd disse...

Congrats ;)
Espero que o pdf tenha ajudado LOL

Bruno disse...

A campanha não é má. Cruza aquilo que a natureza nos deu de bom: as praias com aquilo que temos dado de bom ao Mundo: portugueses de sucesso, competentes e respeitados.

O valor que pagaram ao fotógrafo é elevado quando comparado com o que receberam os que se disponibilizaram para posar para a fotografia: 350 mil euros vs. zero!

E não esqueçamos que - como diz o Né - devemos olhar para esta campanha não com os olhos de portugueses mas como se não conhessessemos o país porque ela é dirigida a estrangeiros.

Paulo Colaço disse...

Atenção: quando digo que começo a olhar para esta campanha com, cada vez, mais gosto, o que quero dizer é que não podemos ter sempre campanhas consensuais.
É preciso polémica, arrojo, diferença.
Como são campanhas anuais, devem ser diferentes de ano para ano.

E quem em 2008 venha outra.