terça-feira, dezembro 04, 2007

27 anos depois...




81 comentários:

Carlos Carvalho disse...

27 anos depois, sente-se muita falta da clareza de ideais Socias Democratas...

jfd disse...

11H00 - Deposição de flores junto ao jazigo, no cemitério do Lumiar

12H15 - Missa, na Basílica da Estrela

19H30 - Cerimónia evocativa de Francisco Sá Carneiro, seguida de um Porto de Honra, no Corinthia Hotel Av. Columbano Bordalo Pinheiro ,105)

Goreti Martins disse...

Eu hoje também já postei no meu blog sobre esta data ;)

Tiago Sousa Dias disse...

JFD: vais?

Eu nasci 5 meses e 23 dias depois da morte de Sá Carneiro. Quando eu nasci já muitos tinham saudades dele. Confesso porém que a mim nunca me tocou o espirito Carneirista (esta seria uma boa piada politica, não fora uma mensagem séria) apesar de lhe reconhecer todo o mérito na construção do nosso Partido.

Mas não acham que a mensagem de Sá Carneiro não é muito prática nos dias de hoje?

Esta pergunta é quase como perguntar se o Eusébio jogasse nos dias de hoje teria ou não lugar na selecção. Tempos diferentes posturas diferentes, mas a verdade é que nos dias de hoje vejo a evocação de Sá Carneiro como um Cliché coçado.
Prefiro não me identificar no modernismo e manter o apelo ao exemplo de conduta.

Tiago Sousa Dias disse...

Não me terei explicado bem:

Prefiro não me identificar, pois vejo a Social Democracia mais moderna do que a tradicional de Sá Carneiro, e manter o apelo ao exemplo de conduta.

Não obstante considerar-me um social-democrata de centro esquerda, não é nos moldes de Sá Carneiro que tinha uma visão mais côncava da politica e da social democracia.

Paulo Colaço disse...

Pegando no que o Carlos e o Tiago disseram, pergunto: o que é ser sá-carneirista, o que é ser social-democrata, o que é ser do PSD?

Isto bate no post que o Salgado aqui postou, antecipando-se a mim e à Margarida, diga-se.

Sá Carneiro aliava a doutrina social da igreja à liberdade de imprensa, ao liberalismo económico(mitigado), ao esquerdismo de fachada (para ninguém se lembrar que a ala liberal esteve no parlamento da "Acção Nacional").

Ele dizia que tinha cometido muitos erros táticos mas nenhum estratégico. Talvez a escolha de Soares Carneiro tivesse sido um erro estratégico (ou foi tático?), mas houve um erro que nunca cometeu: nunca passou cola pelo rabo.
É por isso que dizemos que o nosso fundador nunca esteve agarrado a lugares.

Nesse aspecto sou sá-carneirista. Não o sou no esquerdismo de fachada, mas compreendo que sem ele não teríado alcançado o sucesso tão cedo.

(foram ideias dispersas, sorry)

Tiago Sousa Dias disse...

Gostei do teu comment Colaço.
Mas achas que alguém na social-democracia actual se lembra da referência politica de Sá Carneiro? Ou não será mesmo para os militantes do PSD apenas um ícone da democracia que dá jeito lembrar para tornar um discurso politico mais profundo (na minha opinião piroso)?

jfd disse...

Tiago, nopes! Work obligé :(

Quando a Sá Carneiro a minha mãe contava-me que eu um puto com 4 anos, tive o tempo todo agarrado à tv como que se tivesse a consciência que algo de grave e de muito triste se estaria a passar. Pessoalmente não tenho qualquer memória.
Tenho a sorte, a honra, o privilégio e o orgulho de ser da mesma secção que a sua fiel secretária e de poder ouvir as suas maravilhosas estórias.

Filipe de Arede Nunes disse...

A JSD Seixal no seu blog, por minha iniciativa, postou também sobre a efeméride.
Sá Carneiro é uma referência do partido, porque todos nós precisamos de referências. Terá sido uma grande lider do partido, e contribuiu certamente para o Portugal democrático de hoje.
Não seria Sá Carneirista, tal como não sou social-democrata, nem o partido o é.
Grande discussão que faziamos agora aqui, hein?
Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Tânia Martins disse...

Os desvios ideológicos acentuam-se cada vez mais, penso que todos os partidos estão cada vez mais virados para finalidades comuns. Se Sá Carneiro voltasse assustava-se!

P.S(D)- Tiago já vais fazer 27 anos? Estás a modo a caminha para a terceira idade eheh!

Paulo Colaço disse...

Tânia, isso é recado para mim? ehehe

jfd disse...

Pois Colaço parece que a petiz quer "conversa" :)) lol

Tânia Martins disse...

Não nada disso lol!

Olhe-me para ele JFD, a "petiz".

La patite que tu aime et estime et que t'as aider à chercher le chemin pour la Grand Place, ce n'est pas?

Rita disse...

Lamento só ter visto a msg do JFD agora pois gostaria de ter ido à cerimónia evocativa de FSC.

Nasci um mês e dois dias depois ;-)

Como estaria Portugal se Sá Carneiro não tivesse falecido naquele acidente?

Podia até já estar desactual mas ainda há mta gente que é militante ou simpatizante do PSD por causa de Sá Carneiro. Pode até ser por ser mas que o senhor agarrou mta gente aí isso agarrou ;-)

Paulo Colaço disse...

Tânia, se isto fosse o forum da UV eu perguntava se estarias com l'hepatite, mas é melhor não, senão ainda abardinamos uma discussão séria...

Bruno disse...

Bem, vamos lá a ver se não avacalham este post... ao menos este!

O que se me apraz dizer para assinalar esta data é aquilo que escreveria no post que tinha ideia de colocar: 27 anos passaram e continuamos a não ter a verdade como versão oficial. É triste!

Tânia Martins disse...

Só para corrigir a errata: "La petite...".

Bruno concordo contigo!

Tiago Sousa Dias disse...

Olha Tânia...A caminho da terceira idade mas da quarta república.

José Pedro Salgado disse...

É claro que Sá Carneiro está desactualizado.

Há 27 anos que o homem não tem oportunidade para se actualizar.

Mas no entanto, conseguiu há ainda mais tempo colocar num grupo de pessoas as bases para aquilo que é ainda hoje em dia o partido mais avançado da nossa democracia, ao que não é estranho as nossas próprias capacidades de nos autonomizarmos (e actualizarmos) mesmo tendo perdido o nosso líder carismático.

E sem andar cá com modas de "esquerdas modernas"...

Rita disse...

Concordo com o Bruno : "27 anos passaram e continuamos a não ter a verdade como versão oficial. É triste!"

Tiago Sousa Dias disse...

Ahah Zézinho. A esquerda moderna não é aquela de Sócrates. Isso foi uma manobra politica de descolanço do traço Guterrista.
A esquerda de que falo, ou mais correctamente, o centro esquerda que falo, prende-se mais com o social capitalismo.
Grande malha. PSC Partido Social Capitalista!!!!!!!!!!!
QUEM ADERE?

Paulo Colaço disse...

eheheh!
Partido do Social Capitalismo. Temos de provocar o comparsa Mendonça com esta.
:)

Francisco Castelo Branco disse...

27 anos depois, ainda se sente a falta de Sa Carneiro na politica portuguesa

João Marques disse...

Via há uns dias, já pela madrugada dentro, um programa da RTP "Portugal de...". No caso era o Portugal de José Miguel Júdice, calma, calma, não comecem já a rosnar. Ao ouvi-lo percebi o respeito e admiração que muitos, ainda hoje, nutrem pelo homem (n'importe quois). Mas mais do que tudo, senti que finalmente fiquei a conhecer Sá Carneiro. Através do testemunho de Júdice fiquei habilitado a responder à pergunta do Tiago. A acutilância do pensamento, o carácter visionário do seu "sonho", tudo soava certo, quase bom demais, mas vinda descrição de JM Júdice é de acreditar. Por tudo isto:

Sim Tiago, definitivamente sim, teria lugar na política de hoje, mais, sobretudo hoje, em que o esbater categórico das teorias políticas deu lugar à anemia ideológica. O teu PSC não anda longe do PSD de Sá Carneiro, a diferença é que ele pensou nisso há 30 anos, tu, pela tua jovem idade (eu sou ainda mais jovem, nhe,nhe,nhe,nhe,nhe,nhe) não poderias disputar esse troféu, mas hás-de convir que o legado do homem/político é muito superior ao de uma mera miríade de regras de conduta.

O PSD, e apesar de todos os clichés "tacticistas", vale pela visão de Sá Carneiro, existe por ela e para ela. Cumprindo-a ele está-se cumprindo.

Quando assim deixou de ser, viram-se os resultados.
Sempre que assim acontecer o efeito não será diferente, por muito que caiamos no erro, ele não se torna num acerto.

P.S.: Nunca cito Sá Carneiro.
P.S.2: Do (D)Eusébio nem me passa pela cabeça que não fosse um grande jogador, fosse em que período da história fosse. E tenho quase a certeza que isto nada tem que ver com o meu benfiquismo patológico.

Paulo Colaço disse...

Caro João Marques, um abraço pelas tuas visitas aqui pelo Psico.
Continua a passar por cá, dando o colorido de Braga a este teu espaço.

Notas:
1 - Sá Carneiro faz falta. Num país com a democracia consolidada, a sua clareza num rumo para o país seria de extrema utilidade.
2 - Vergonhoso não se saber a fundo as causas da morte de FSC.
3 - Os ditos de Júdice foram recolhidos antes ou depois da era amiguista com o poder socialista?
4 - Eusébio, a perna direita de Deus, teria lugar em qualquer selecção do Mundo.

Tiago Sousa Dias disse...

Caro amigo João, julgo que é a primeira vez que te respondo, mas que não seja a última.

Gostei da tua apreciação e em boa medida concordo. Mas o Social Capitalismo para o qual vou agendar para ontem a recolha de 7Milhões de assinaturas para não ter dúvidas que ganho com maioria absoluta e poder meter as mesmas argoladas que o Sócrates sem o risco de "instabilidade politica", não se baseia no modelo socialista do PSD de génese nem no capitalismo moderno. O capitalismo ao serviço do Povo, o Estado ao serviço de ambos.
Mas também não pretendo ser um Sá Carneiro... Como digo João, só a partir dos 7 Milhões porque eu não perco. hehehe

Paulo Colaço disse...

ehehehe, Tiago, não é por teres 7 milhões que ganhas.
Eu assinava por ti, mas não deixava de votar no PSD.
Aliás, acho que nem tu :)

Tiago Sousa Dias disse...

Ahah Se o Dr. Santana Lopes fosse candidato a alguma coisa pelo MEU PSC votaria nele hehehe, de resto acho que só no caso de eu próprio ser candidato não votaria no PSD, abstinha-me ahahaha

Bruno disse...

Pois eu era bem capaz de votar no Tiago... o meu PSD não é o da ideologia, do programa nem dos estatutos. É o das pessoas! E por isso tudo iria depender das pessoas que o Tiago levase para o seu PSC.

diogo agostinho disse...

Foi há 27 anos atrás uma das razões para o atraso português!

Tiago Sousa Dias disse...

Não diria tanto Agostinho, ninguém é insubstituível.
Mas que se tratava de um visionário, não tenho dúvidas.
O atraso que mais me choca é mesmo o do Processo... Parlamentar, porque o jurídico já era...

João Marques disse...

Caro Paulo Colaço,

É sempre com gosto que por aqui passo, porém isto equivale a dizer que é sempre bom passar por casa (um gajo sente-se bem por aqui), digamos que é um dos meus (muitos) T2, "onde podemos morar blá, blá,blá...". Ao menos na net sou um autêntico Berardo...mas em versão "homo sapiens português".

P.S.: Depois de ter virado cafajeste socialista.

Caro Tiago,

Com 7 milhões nem o Benfica te pára, quero ver homem...
"Para se chegar à Lua há que apontar ao Sol" (by "não sei quem", não me lembro da citação exacta por isso inventei esta, é por estas e por outras que não cito Sá Carneiro).
Almeja a Sá Carneiro, nuca se sabe...No entanto e como dizem os ingleses "be careful what you wish for, lest it come true".

Paulo Colaço disse...

Entalaste-te Bruno :)
Até porque disseste uma grande verdade: o meu PSD é também o das pessoas.

Caro João Marques, passa por cá mais amiúde e tornar-te-às (como nós) na mobília deste T2 ehehe.

Tiago: de facto ninguém é insubstituível. Ficámos sem FSC, mas tivemos Anibal Cavaco Silva.

Tiago Sousa Dias disse...

João lógicamente estava a brincar.
Mas porque não usar esse pensamento para a ideologia politica interna deste Partido? No estado em que está já me contentava em chegar à estratosfera...

diogo agostinho disse...

Eu não concordo!

Todos são insubstituiveis! Todos!
E aí assenta a grandeza das pessoas! Ninguém é igual a ninguém, não se vê no mundo duas pessoas iguais!

E Sá Carneiro foi a razão do nosso atraso sim!

Ficámos com Cavaco Silva?

E do que nos serviu?

Governou bem durante 10 anos é um facto, foi o melhor PM de sempre até hoje! Mas e depois?
Pensou em si e no seu caminho!

Preferiu trair os seus, o seu partido o seu país!

Cavaco foi o responsável pelo Guterres e pelo Sócrates chegarem ao poder!

E isto é fundamental ser relembrado!

Sá Carneiro foi o nosso impulsionador e é insubstituivel!

Todos somos!É a pessoa que faz o lugar! Não é o lugar que faz a pessoa!

Tiago Sousa Dias disse...

Concordo que é a pessoa que faz o lugar. Mas a pessoa não se deve eternizar no lugar, ganha vícios, tiques.
Cavaco saiu do Governo, quanto a mim, na altura certa. Quando percebeu que por muito de bom que já tivesse dado ao País, aquele deixara de ser o seu momento.
E ninguém é culpado de Guterres e Sócrates terem ganho. Apenas o Povo português que os escolheu. Podes concordar ou discordar, mas tens sempre que aceitar. Cavaco fez um bom trabalho. Como cidadão fico satisfeito por, no seu tempo, ter ajudado o País. Até digo mais, dadas as circunstâncias, após a morte de Sá Carneiro, ninguém no PSD teria feito tanto e tão bem como fez Cavaco que numa época conturbada manteve o Partido unido.

diogo agostinho disse...

Cavaco fez de facto um bom trabalho, mas desiludiu-me.

Aceito sempre os resultados a Democracia assim o obriga e bem!

Mas ninguém me retira a ideia de que quando os nossos nos abandonam e dão sinais contraditórios, os resultados e a opinião do povo que é soberana, (o povo que não nos podemos esquecer é o mesmo que deu audiências a programas como o Big Brother), ficam viciados!

Cavaco traíu Fernando Nogueira!
Cavaco traíu Santana Lopes!

Objectivo?
Ser Presidente da República com a ajuda da teoria dos ovos no mesmo cesto!

O individualismo sempre foi a sua marca!

Excelente Primeiro-Ministro e não concordo que saíu do Governo na altura certa! Era uma pessoa no lugar certo! Era na época insubstítuivel!

Quanto a Sá Carneiro e apesar da sua morte trágica contribuir para o mito, é incrivel os testemunhas das pessoas que trabalharam com ele! O brilho nos olhos dos seus colaboradores faz-me acreditar que este homem era avançado no seu tempo e que iría pôr Portugal no caminho do desenvolvimento, tanto económico como sócio cultural!

Tiago Sousa Dias disse...

Percebo perfeitamente o que dizes, mas gostava de ter a tua opinião então noutro assunto:

1- Presumo que sejas critico acérrimo da saída prematura de Durão para a Europa, ou não achas que era a pessoa certa na altura (com a devida proporção)?

2- No lugar de Durão e Cavaco se te fosse apresentado um cenário de vitória para tão grandiosas "tarefas" conseguias divorciar-te da vontade de dizer "sim"...?

diogo agostinho disse...

1- Durão é hoje muito melhor Presidente da Comissão Europeia do que Primeiro-Ministro!
Concordei com a sua saída, e hoje dá um óptimo contributo à União Europeia!

2- pela resposta à primeira pergunta no caso do Durão acho que era o homem indicado para o lugar e diria Sim!No caso do Cavco era legítimo ele pensar que sería a altura dele de ser PR e acho que devemos seguir os nossos instintos, porém ele quando deu o salto tramou o partido, desrespeitou Fernando Nogueira negando que seria candidato e lançando o famoso tabú.
A minha opinião é qe mais um mandato tería sido o ideal, mas a sua vontade pessoal apesar de legítima deveria ter tido em conta o futuro do país e o respeito pelo partido que o lançou!

diogo agostinho disse...

O entusiasmo de responder come as letras de certas palavras. Peço desculpa pelo facto!:)

Tiago Sousa Dias disse...

Os erros ortográficos são o pão nosso de cada dia quando se escreve a correr, não te priócupiz hehe.
São pontos de vista diferentes. Eu acho que o Povo já não aceitava bem a figura "Cavaco Silva" e nesse aspecto ele fez bem em não se recandidatar. Por outro lado, não o conhecendo, acredito que o desgaste de 10 anos de Governo lhe tivessem roubado todo o folgor e vontade de exercer as funções de Primeiro Ministro. Ora, alguém sem motivação nunca poderia ser um bom Primeiro Ministro.
Mas deixa-me ainda acrescentar: eu não sei se Sá Carneiro conseguiria ter feito o papel de salvador do País. 1º a reforma do Estado - grande bandeira de Sá Carneiro desde meados de 60, não acredito que Sá Carneiro conseguisse olear e limpar a máquina. Nem Sá Carneiro nem outro qualquer. Esse há-de ser um eterno problema do Estado (português como outro qualquer).
2- É muito atraente dizer maravilhas de um martir, mas bem vistas as coisas não passa de mais um Homem com as suas virtudes, é certo, mas também com os seus defeitos e incapacidades.
Dou-te um exemplo: Marcelo R. Sousa é reconhecidissimo pela acertividade do seu pensamento. É dificil dizer: "Discordo dele". Quando surge na liderança do Partido foi um banho de esperança, finalmente um imperador da ideologia à frente do Partido dizia-se...
A verdade é que como politico foi um fracasso.
Tenho as minhas dúvidas

diogo agostinho disse...

Mas Sá Carneiro pelo que se sabe em vida era um homem de fortes convicções! Que lutava que se empenhava!

Marcelo não!Fala bem , pensa rápido mas não tem ideais e nem mesmo o aborto uma bandeira que foi dele o homem foi convicto, e aí os gato fedorento tocaram no ponto! Marcelo apesar de genial no comentário político é um pouco à Guterres pode mas não deve, deve mas não pode, não arrisca não decide, não é convicto!

Tiago Sousa Dias disse...

Aí concordo totalmente, mas é como te digo, tenho dúvidas. Não digo que Sá Carneiro não seria um bom Primeiro Ministro. Aliás, suspeito mesmo que teria sido o melhor de sempre se conseguisse estabilizar o sistema politico, que na altura era muito instável como se sabe.
Mas tenho dúvidas...

Paulo Colaço disse...

Tiago, pára lá com os comentários: estou a tentar ligar-te e não atendes.
Há mais vida para além do psico (pouquinha, mas há)
Almoçamos hoje?

Bruno disse...

O Psico é mesmo uma força da natureza! Acredito que o aniversário da morte de Sá Carneiro esteja em muitos blogues de militantes ou simpatizantes. Desconfio que em poucos tenha gerado esta discussão e debate!

Deixem-me dizer algo a propósito do andamento da conversa: Sá Carneiro tem uma grande vantagem em relação a outros políticos que aí citaram (e acredito que ele preferisse não a ter): é um mito! Para além do homem, que ao que parece já era uma figura marcante, convivemos hoje com o mito.

O que teria feito? onde teria chegado? onde nos levaria? E até outras perguntas menos positivas poderemos fazer: será que ia desistir? será que ia aguentar a pressão? será que estava para isso? será que tinha capacidade?

As perguntas negativas ficam esquecidas. É a tal vantagem de se desaparecer: ganhamos direito a algum respeito e consideração...

Eu acho que Sá Carneiro era sem dúvida um grande homem, um grande político e um grande estadista! Deixou-nos boas lições! Aprendamos com elas. Libertemo-nos do trauma e sigamos caminho. Olhemos para ele como o exemplo de um líder. E quem quiser poderá copiar.

Paulo Colaço disse...

Deixem-me lembrar-vos isto: quando da votação parlamentar do voto de pesar pela morte de FSC, o PCP foi o único partido que não votou a favor.

Há coisas que convem ter na memória.

Goreti Martins disse...

Óh Colaço, não ias para a Marinha?

Paulo Colaço disse...

Estou a ir.
Com a minha placa TMN maravilha.
ehehe

Tiago Sousa Dias disse...

Goretti isso foi alguma piada politica? hehe Alguém está a preparar novo movimento revolucionário que eu não saiba? hehe
Bruno tens toda a razão e era isso mesmo que eu estava a referir: é tão fácil venerar um mito não é?
Não digo de modo nenhum que não pudesse ter sido um grande homem para Portugal, mas também não posso dizer que seria. Não sei porque não teve a oportunidade. E do ponto de partida (consistência ideológica) até ao ponto de chegada (aplicação concreta) vai uma distância muito grande.

Goreti Martins disse...

Colaço as coisas pequeninas sempre são boas :)

Ena pá Tiago essa ultrapassou-me, terás a referir-te aos cravos?

Goreti Martins disse...

Ou será os marinheiros aventureiros...

Tiago Sousa Dias disse...

Aos vidreiros da Marinha Grande LOL

Goreti Martins disse...

Ao menos esses defendem o produtos nacional, e com qualidade.

Tiago Sousa Dias disse...

Já agora aproveito para perguntar o que ainda ninguém me conseguiu responder:

- Quem foi o último politico a estar em terra com Sá Carneiro (sem ter partido no fatídico vôo)?

Bruno disse...

Eurico de Melo

tiagosousadias disse...

Não pá!
Já te disse: o Eurico de Melo estava com M.J. Montalvão Machado à espera dele no Porto.

Margarida Balseiro Lopes disse...

O quem têm os "meus" vidreiros da Marinha Grande, Tiggy?

Paulo Colaço disse...

Bruno, não sei se já tiveste essa conversa antes com o Tiago, mas se a coisa mete Montalvão (ainda que pai), então recomendo que lhe digas: ahh, tens razão!

ehehe

Tiago Sousa Dias disse...

Oh Margarida antes de mais desculpa-me não ter podido estar a ajudar-te e à Tânia. Peço desculpas em público hehe.

Quanto aos vidreiros:

O Colaço disse:
Deixem-me lembrar-vos isto: quando da votação parlamentar do voto de pesar pela morte de FSC, o PCP foi o único partido que não votou a favor.
Há coisas que convem ter na memória.

Ao que a Goreti responde:

Não ias para a Marinha?


O que perante a "Colagem" ao PCP me lembrou os vidreiros. Vai daí e peerguntei à Goreite se tinha sido uma piada politica :D

Tiago Sousa Dias disse...

Quem não conhece a história da Revolta da Marinha Grande:

http://www.pcp.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=18320&Itemid=116

Paulo Colaço disse...

Deixem-me voltar à vaca fria (ou quente, no entender do grande Salgado), chamada Marinha Grande: é tema para outra conversa, mas Mário Soares só chegou a PR porque soube aproveitar a coça que apanhou por lá.
E agora, só para ser mau: até que ponto a agressão não foi orquestrada, em desespero de causa?

Bruno disse...

Colaço, sigo o teu conselho e digo ao Tiago: ahhh! tens razão!

Mas então a TSF enganou-se... como podem ler aqui: http://tsf.sapo.pt/online/vida/interior.asp?id_artigo=TSF21688

Bruno disse...

Em relação à agressão a Mário Soares, será dificil sabermos se a agressão foi orquestrada ou não. O que eu sei é que Cavaco também ia "apanhando" no Barreiro em 96 (acho que até há imagens do Bruno Vitorino a dar "o peito às balas" ou, neste caso, "a cara aos estalos" para o defender) mas não resultou.

Acho que, com Cavaco, nunca irá funcionar a ideia do "coitadinho". As pessoas não têm dele a imagem de alguém que precise de ser defendido. Ele é mais ele! É forte, arrogante, altivo. Não precisa que o defendam.

Tiago Sousa Dias disse...

De repente pareceste algo apaixonado pelo PR. hehe
Bom a noticia da TSF diz-me que Eurico de Melo estava em Lisboa. Eu pensava que estava no Porto no comicio onde iria falar Sá Carneiro.
Montalvão Machado estava. Era no Palácio de Cristal.
Mas pelo menos é o último registo que se vê. Por isso é possível que tenha mesmo sido Eurico de Melo.
Quanto à agressão a Mário Soares eu confesso que nunca ouvi senão boatos.
Acredito que tenha sido orquestrado, seria jogador para isso. Mas há várias situações dessas. Rui Rio nas últimas autárquicas; Francisco Assis em Felgueiras; Rui Rio leva com um ovo na ribeira; Sócrates prega uma finta a Luis Amado etc.
:)

Bruno disse...

Hehe, apaixonado não até porque aquilo que eu disse não é forçosamente a minha opinião mas a imagem que acho que as pessoas têm dele.

Quanto à notícia no site da TSF é interessante, até como documento sobre o último dia do nosso líder histórico.

big mamma disse...

O maior estadista português (em democracia) foi Cavaco Silva, o segundo maior (pela importância histórica e cargos assumidos) foi Mário Soares. O terceiro, pela importância moral, sentimental, trágica, inspiradora/simbólica foi Francisco Sá Carneiro. O quarto foi Ramalho Eanes, pelo que significou para a pacificação no pós 25 de Novembro. Álvaro Cunhal não é nem quinto, nem sexto. Nunca foi estadista. Foi ministro sem pasta e deputado.

Margarida Balseiro Lopes disse...

A agressão a Soares foi de facto orquestrada, pluripartidariamente ehehehe. É uma verdade inegável para quem vive na Marinha Grande e conhece quem viveu de perto os acontecimentos. E mais verdade é que Soares bem pode agradecer à capital vidreira a vitória nas eleições.

Tiago Sousa Dias disse...

Ai isso sem dúvida Maggy. Conheces alguém que tenha estado presente ou que conheça de perto a história?
Tens factos reveladores para nós? hehe Era giro sabermos mais alguma coisa que só sabe quem viveu o momento.

Big Mamma:
Não sei se concordo. Para mim estadista é uma personalidade politica que tem responsabilidade e razoabilidade na representação do Estado independentemente das funções. Conheço grandes Estadistas Deputados (Manuel Alegre) e Ministro sem o minimo de noção do que é colocar o Estado à frente da vontade de falar (Manuel Pinho).
Para mim um grande grande Estadista é mesmo Mota Amaral, pela postura e porque para mim foi até agora o PAR com a melhor noção do que implicam as funções representadas. Mais! Depois de sair das funções, tradicionalmente, os Ex-PAR continuam a ser tratados como Senhor Presidente. É protocolo. Porquê? Porque se entende que a dignidade do cargo "encarnou" na pessoa. Ora, ouve-se por aí Mota Amaral a opinar fervorosamente sobre tudo? Não. Tranquilidade democrática é como defino a personalidade politica de Mota Amaral.
Já por exemplo Almeida Santos, UM SENHOR NO TRATO DIGA-SE, um verdadeiro gentleman, não se coíbe de chamar a Al Qaeda ao assunto quando o Ministro Mário Lino disse "Margem Sul Jamais". Nessa como em muitas outras não esteve bem.
Mário Soares sim. Ramalho Eanes mais ou menos... mas daí a fazer-mos um ranking... Mas percebo o que dizes.

Margarida Balseiro Lopes disse...

Eehhehe
Tiggy, o meu pai naquela época era director do jornal da terra. Quando vieres cá a casa txi conto!! ehehhe

Tiago Sousa Dias disse...

NAH NAH NAH
Vais contar aqui à malta toda por dois motivos.
1- Porque a malta quer saber;
2- Porque provavelmente seria o único sítio na internet onde isso seria revelado (estarei a ser audaz mas como foi há algum tempo já e não se trata de um acontecimento que tenha marcado históricamente não creio que tenha havido debate).

Chuta!!!!!!!!!!!!!!!

Paulo Colaço disse...

Proposta: tertúlia do psico sobre o assunto ou convidamos Fernando Lopes para psico-convidado e teremos aqui a sua visão dos factos.

Goreti Martins disse...

Colaço, bem lembrado! Assim ficamos mais a par do assunto, já que muitos de nós na altura ainda eramos muito fresquinhos...

Margarida Balseiro Lopes disse...

Tiggy,

Terei todo o gosto em dar-te a versão dos acontecimentos que tenho, em tertúlia phamiliar psicótica. Aqui no psico teria que envolver nomes de pessoas que estão na política activa. ehhehe
Isto mais parece a maçonaria... eheheh

Tiago Sousa Dias disse...

ahahah
Compreendo. Mas porque não aproveitar a sugestão do Colaço...
Acho que seria uma conferência interessante. Não só pelo que se passou mas mais até sobre a própria conjuntura da altura que proporcionou os acontecimentos.
O esclarecimento pode vir tarde mas mais vale tarde que nunca. Acho que seria um bom tema.

Tiago Sousa Dias disse...

Oh Pá... Porreiro Pá! Uma pergunta: Depois do esmagador record do Colaço de 122 comments num só post, este já vai em 74. O assunto no do Colaço ainda foi mais dissecado do que neste, mas ainda assim deixa-me a pensar na quantidade de matérias, opiniões divergentes e convergentes de toda gente que aqui escreve e no dinamismo deste blog. A minha pergunta é: Alguém me mostra um blog com a mesma natureza (mais politica) com a mesma quantidade de comentários e posts que o nosso GRANDE Psico?

Margarida Balseiro Lopes disse...

Tiggy,

já agora vais ao almoço de natal UV em Leiria sábado?

Tiago Sousa Dias disse...

:( não puedo vou para o Porto.

Margarida Balseiro Lopes disse...

Ohhh

Não vale!
Ficas-nos a dever um jantar cá em casa! =)

Tiago Sousa Dias disse...

Só se me contares o segredo da Marinha Grande hehehe

Margarida Balseiro Lopes disse...

Jantas connosco esta semana cá em casa?

ehehhe

Tiago Sousa Dias disse...

Porreiro pá! :D