sábado, setembro 08, 2007

Voto de Silêncio (ALTERADO)



Durante a última campanha tornou-se pública a compulsão do vereador sem pelouro Sá Fernandes para resolver sozinho o desemprego na cidade de Lisboa, nomeando 11 assessores que vilipendiavam mais de 180 mil euros do erário público por ano. Medida sem precedentes no que toca a vereadores sem pelouro.

Muitos gostam de se afirmar paladinos da moralidade, e caso esta actividade fosse desporto, o BE seria campeão indiscutível. Facto provado reside nas suas práticas mais recentes: com mais amuo ou menos amuo, a primeira sessão de câmara desmente a muito apregoada e pouco praticada mais valia moral do BE.

A desfaçatez atingiu um novo patamar: na primeira reunião de Câmara, Sá Fernandes abdicou da contestação militantemente feita a dois projectos durante a era Carmona para passar ao passivismo amoral (o loteamento de Alvalade e o Campo de Tiro de Monsanto). Não contestamos a bondade das medidas, apenas a estonteante mudança de posição no que toca ao BE.

Não se pode compactuar com quem muda de posição ao serviço da gestão de poder, nem se pode compactuar com quem faz alianças pífias em troco de alguma paz e pouco barulho nos média. A boa cidadania e Lisboa não podem suportar este custo.

ALTERAÇÃO DATA

P.S. Este outdoor será apresentado QUARTA-FEIRA no Largo do Rato, às 12h30m, fruto da iniciativa de Secções da JSD de Lisboa, iniciativa com que a JSD Nacional se solidarizou.

22 comentários:

xana disse...

De facto a oposição não se pode fazer apenas ao Governo e/ou ao PS como é costume.

Quem é democrata, tem de batalhar também contra esta forma de fazer política.

O BE representa o que há de pior na política, e que tem a lata de acusar os outros: demagogia e populismo.

Aliás, a campanha para Lx foi uma grande prova disso mesmo, com um dos maiores representantes do populismo barato a ser a cara deste partido.

Também não gosto quando alguém ou alguns se acham paladinos do que quer que seja. Muito menos quando vêm do BE.

Grande iniciativa, a mostrar que as juventudes partidárias existem na medida da nossa irreverência e da nossa forma descomplexada e politicamente incorrecta de nos lançarmos aos projectos e de ecoarmos as nossas ideias.

Bruno disse...

Parabéns às estruturas da JSD que participam nesta iniciativa!

O que faz falta na política são verdadeiros homens e mulheres sérios, honestos e trabalhadores. Não uma cambada de "Zés" a dizerem "olha para o que eu digo e não olhes para o que eu faço".

Muito menos fazem falta presidentes de câmara que compram gente desta. Se António Costa queria ser o grande Presidente que prometeu, devia ter-se virado para aqueles que estão verdadeiramente interessados em resolver os problemas das pessoas. Mas isso podia implicar fazer acordos com "rivais" e como tal...

Paulo Colaço disse...

Estava-se mesmo a ver.
Só quem não conhece os manos Sá Fernandes é que duvidaria do seu encolher de ombros depois de ser assediado (com sucesso) pelo Poder.

Só tenho um reparo ao cartaz: há um «"» a mais logo ao início.

De resto está excelente.

Gostava também de saber quem são as secções envolvidas e de dar os parabéns ao Pedro Rodrigues por apoiar a iniciativa!

Filipe de Arede Nunes disse...

Já tinha visto e embora não seja a forma como mais gosto de fazer política, acho uma excelente ideia.
Os meus parabéns à JSD Lisboa pela iniciativa.
Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

João Gomes disse...

A JSD chegou ao ponto de andar a fazer oposição ao BE.

Bem, gostava de partilhar com vocês isto:
http://aquelaopiniao.blogspot.com/2007/09/quem-est-em-vantagem-eleies-psd.html

Abraços!

Nélson Faria disse...

A leitura selectiva é uma opção de cada um camarada João... Lê lá outra vez.

João Gomes disse...

Just joking Nelson

Andre Morais disse...

Isto é mais um exemplo da hipocrisia a que o BE nos tem habituado. O outro exemplo é a junta de Salvaterra de Magos, tão bem corrompida pelo executivo do BE que ali tem o poder. Pergunto eu a que ponto chegaria a barafunda se estes novos trotskistas chegassem ao poder central, bem, talvez, como disse o Nélson, acabariam com o desemprego, seguindo a política de empregar compulsivamente, aplicada com precisão pelo «Zé».
Amigo João Gomes, a JSD tem todo o prazer em fazer oposição a políticas demagogas, populistas e hipócritas, que só a Esquerda portuguesa tão bem sabe aplicar.
Cumprimentos.

Direct Current disse...

Já fazia falta. Muito bom. JSD/Lisboa a mexer.

João Gomes disse...

Andre,

O BE tem o executivo da câmara de Salva Terra de Magos, não é da Junta...

Abr.

Andre Morais disse...

João,
Muito obrigado pela correcção.

Andre Morais disse...

João,
Salvaterra é uma palavra só e não duas como escreveste.
Saudações sociais-democratas.

jfd disse...

Se o Colaço não se importa roubo-lhe algumas das palavras :)
Parabéns à nacional da jota por apoiar a ideia das estruturas locais e parabéns a estas por não deixarem morrer esse assunto!

É bom ver que não estamos encostados e resignados.

É bom ver como o Pedro e a a "sua" jota estão cheios de genica, força e ideias... E mais que isso tudo, acções! Viva a jota ;)

Mas como brincavamos eu e o Ribeiro na UV, viva o PSD ;)

Grande abraço e beijinho foi bom estar com vocês de novo!

Paulo Colaço disse...

Breves notas:
- Caro João Gomes, o BE "manda" também na Junta de Salvaterra, não é apenas na CM de Salvaterra.
- A JSD não está apenas a criticar o BE: está também a apontar o dedo a António Costa. Mas parece que ele fez um "2 em 1": comprou o silêncio do BE e o "assobiar para o lado" dos socialistas...
- JFD, tambem foi bom estar na tua companhia.

Diogo Agostinho disse...

Brilhante cartaz e demonstração de que a JSD consegue neste período conturbado do PPD-PSD em que 2 candidatos disputam qual o que vai de avião e qual o que vai de carro, plagia ou assedia, fazer mais oposição a este governo!Que se instala e pensa que veio para ficar!

O Bloco de Esquerda prepara a sua integração soft na Esquerda Moderna de Zelele Socrates!

A JSD não deixa passar tal facto!

Louçã como Ministro seria de facto um filme de outro Mundo!

jfd disse...

Afinal de quem é a iniciativa?

Paulo Colaço disse...

Jorge, segundo sei, é uma iniciativa de várias secções da JSD do concelho de Lisboa, entre as quais a B.

Por aquilo que também sei, há alguma contestação interna a esse cartaz. Há quem não goste de ver outros a ter iniciativa e fazer trabalho.

São os tais que não fazem nem deixam fazer.

Eu podia dizer o clássico: "com dirigentes centralistas e invejosos não vamos lá", mas a verdade é que tenho dúvidas se todos nós queremos que a JSD e o PSD "vão lá".
Alguns querem "ir lá" sozinhos...

Margarida Balseiro Lopes disse...

Grande iniciativa!
Parabéns a todas as secções que patrocinaram este cartaz e à JSD Nacional.

A demagogia e o populismo do BE são de facto escandalososamente inacreditávei. E o exemplo mais elucidativo disso mesmo já aqui foi referido: depois de, em 2005, o BE ter feito a campanha para as autárquicas contra os "bandidos" (autarcas arguidos, por exemplo), na única Câmara onde ganharam a presidente é arguida.

Por tudo isto se percebe a coligação de Lisboa PS/BE...

jfd disse...

hummm...

Concordo com a mensagem para o exterior a 100%

Quanto à questão interna, acho que deve ser "discutida" em casa... E não em portas abertas.
É mau mostrar desunião.
É mau confundir jogadas políticas com outras coisas.
É mau não assumir as agendas!!!

O jogo político é tão bonito e dá tanto gozo quanto a elevação com que o jogamos... E ninguém nos faz decidir que opções tomar, pois no fim do dia é a nossa cabeça que se deita no travesseiro e pensa sobre os assuntos...

Fui apanhado num fogo cruzado! Nem sabia que ele vinha aí.
Insisto em ser Suiço, mas parece que não me deixam!
:P

Paulo Colaço disse...

JFD,
quando te referes à discussão dos assuntos em "casa", não sei se te referes ao meu comentário.

Em caso afirmativo, digo aqui que te compreendo. Eu também acho que o recato é a melhor forma de lidar com alguns problemas. No entanto, nem todos merecem que a sua forma de estar na política seja silenciada em abono de uma paz inexistente.

E, já que tenho fama de chamar bois aos bois, não deixei te ter também o proveito.

Eu sei que tens alma de "suiço": é a imagem de marca da tua forma correcta de estar na política. Mas permites um conselho? Insurge-te contra aqueles que gostam de se aproveitar da bonomia alheia.

jfd disse...

Farei;)
thanks ;)

Manuel_Nina disse...

Bravo!

e se "houvesse mais Zés..." tinhamos mais cartazes!

Parabens JSD.