quinta-feira, setembro 27, 2007

Honra ou vergonha?


A entrevista de Pedro Santana Lopes à SIC Noticias de ontem à noite ficou marcada pela súbita saída do convidado do estúdio da SIC após a interrupção da entrevista por motivos alheios ao tema que estava a ser discutido.

Penso que há alguma falta de respeito por parte da estação televisiva interromper uma entrevista para mostrar que José Mourinho chegou, o senhor até pode ser uma estrela nacional e tem de ser reconhecido por isso, porém a meu ver não há necessidade de se interromper uma entrevista para mostrar que José Mourinho chegou ao aeroporto.

Penso que a atitude de Pedro Santana Lopes ao abandonar o estúdio demonstrou que lhe faltaram ao respeito!

Agora lanço aos psicóticos e visitantes a seguinte questão: o que pensam acerca da atitude de Pedro Santana Lopes?

29 comentários:

xana disse...

Afilhada ia mesmo fazer este post!

Acho que teve muito bem. Como ele disse " o país está doido"!

Onde é que já se viu, interromperem uma entrevista onde se fala de algo importante para o país, porque o PSD é um partido de Governo, cujo futuro interessa a todos, independentemente do interveniente, que muitos podem não gostar, é um absurdo total.

José Mourinho tem a sua taxa de mediatismo, até teve honras de post neste nosso espaço, mas não exageremos.

Uma profunda falta de respeito a PSL e a todos os telespectadores, mas a SIC não deu o que PSL disse, só passou o que lhe interessa.

Eu faria o mesmo! O homem esteve lá! (para não dizer que foi corajoso... àquela boa maneira que vocês sabem!)

Tiago de Melo Cartaxo disse...

Diga-se o que se disser sobre o político ou sobre a pessoa, a verdade é que Pedro Santana Lopes foi primeiro-ministro e deve ser tratado com o respeito que aquele cargo merece.

A chegada de José Mourinho ao aeroporto é um tema de "lana caprina" que não aquece nem arrefece a vida política do país - que deverá prevalecer sobre qualquer notícia desportiva.

Uma coisa seria um qualquer jornal sensacionalista utilizar a chegada do treinador como "headline", outra completamente diferente é um canal televisivo com a consagrada qualidade da SIC Notícias fazer opções editoriais desta feição.

A SIC Notícias agiu mal, errou e deveria pedir desculpa, não se limitando a assumir unicamente que "lamenta" o sucedido.

O "Special One" que me perdoe, mas não é mais importante do que a situação política nacional.

Embora o desporto nos tenha dado imensas alegrias, Portugal não é só futebol. E se houver alguém que pense o contrário, então é porque "o país está [mesmo] doido!"

Se eu estivesse no lugar de PSL, ontem à noite, não teria feito melhor.

Tânia Martins disse...

Isto já é telepatia madrinha :p!

Ah claro! Mas qual haveria de ser o interesse da SIC em apresentar a justificação de PSL? Eles só lançam a notícia para tentar atenuar a vergonha que foi e tentam “puxar a brasa à sua sardinha”, tendo a lata de dizer que a SIC não esteve mal!

Margarida Balseiro Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Margarida Balseiro Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Margarida Balseiro Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Margarida Balseiro Lopes disse...

Discordo.

A SIC Notícias define os temas prioritários da emissão.

De facto, a chegada de Mourinho a Lisboa não é tão importante como o estado calamitoso em que o nosso partido mergulhou. Ainda assim, um reparo durante ou depois do programa teria sido suficiente, ao invés de mais um episódio despropositadamente mediático bem ao estilo de Santana.

E tanta celeuma em torno deste episódio, quando é prática corrente, em Portugal, a abertura do telejornal ser com futebol.
Até porque, PSL para além de ter sido primeiro-ministro, também foi presidente de um clube de futebol...

José Pedro Salgado disse...

Não acho que PSL tenha tido a reacção correcta, parece-me desporporcionada.

Mas no entanto se a SIC (não obstante o que a Margarida disse) queria mostrar o Mourinho a chegar, devia ter isso combinado com o entrevistado.

Isto assim foi, no mínimo, uma grande falta de chá.

Não faria o mesmo que Santana, faria o que faço nos restaurantes quando sou mal atendido.

Nunca mais lá volto.

xana disse...

"Mais vale uma colher de chá aos cinco que uma licenciatura aos vinte".

Bruno disse...

Toda a gente tem o direito à indiganação.

Toda a gente é responsável pelos seus actos.

Santana achou que lhe faltaram a respeito e reagiu da forma como a sua indignação o ditou.

A SIC definiu um determinado alinhamento para aquele serviço noticioso e será avaliada pelos seus espectadores tendo isso em conta.

A minha opinião é de que não se interrompe uma entrevista que foi anunciada com pompa e circunstância (sim! que foi o que a SIC fez) para dar a chegada de alguém ao aeroporto, por muito importante que esse alguém seja. Ainda menos se faz isso sem se ter avisado o entrevistado.

Não sei como teria reagido se fosse comigo mas - no mínimo - compreendo Santana e acho que se alguém deve pedir desculpa é a SIC.

adriana disse...

Eu concordo com a atitude de PSL. Por parte da sic houve falta de repeito por aquele entrevistado. Independentemente dos feitos dele, nunca nos podemos esquecer que é um ex primeiro ministro e que estava a falar das eleiçoes de um partido que ele já liderou.

André Morais disse...

Concordo plenamente com a atitude do Pedro Santana Lopes. Já era altura de alguém se impor, com educação, face à vergonha que tem sido a primazia dada pelas televisões a assuntos menores como o futebol em relação ao que realmente interessa, só nunca pensei que fosse Santana Lopes.
Recuperou muito respeito e mais algum e, ganhou mediatismo, respeito e muitas portas se lhe reabriram.
Muito bem!

José Pedro Salgado disse...

Xana:

Touché!

Mas, quando muito, isso só justificaria uma saida mais airosa de Santana Lopes.

E claro que acho que a SIC, ainda assim, deve desculpas a Santana, e aos tele-espectadores por terem causado o corte abrupto na entrevista.

RICARDO PITA disse...

foi uma atitude mais correcta doque todas as decisões que tomou enquanto PM !!!!

xana disse...

A sic diz que foi uma atitude desporporcionada de PSL. Bem, desproporcionada é a linha editorial da sic nos dias que correm...

diogo agostinho disse...

Incrivel!

O respeito que este país demonstra por uma figura que já foi a terceira mais importante da nossa Nação.

Mais uma vez demonstrou classe e demonstração de que é sincero!

Mais uma grande atitude!

Só podia vir do único homem deste país, que nos fala verdade e nos demonstra o caminho, que não tem receio de falar, de pensar, de escolher, medidas boas e más existem em todo o mundo, mas tomar medidas é preciso coragem e isso este homem tem!

Demonstrou mais uma vez que este país não o merece! Fiquem com os Mourinhos, com os Plásticos Sócrates ou com os cinzentos Marques Mendes, fiquem com o amor do Prof. Cavaco a si próprio, e com um bando de iluminados que por este senhor ousar pensar e conseguir executar é atacado diariamente!

Melhor medida que nos Governos?
Se calhar este Sócrates é melhor! Se calhar nestes últimos 20 anos Santana Lopes foi Primeiro-Ministro 10 anos ou foi Ministro de várias pastas em Governos Cavaco e Durão, se calhar este homem andou por aí sem fazer nada, se calhar a Figueira não é hoje tão falada e badalada devido ao senhor, se calhar Lisboa não ia no bom caminho, com alma e vida como nunca se viu, se calhar o túnel do Marquês hoje não é um sucesso se calhar este senhor é o culpado do nosso atraso não?

Eu respondo!Não!

Não é o culpado, mas sim um dos poucos salvadores para este país sem eira...para este país sem força nem vontade, sem capacidade de pensar ousar!

Falta e muito um Governo Santana Lopes, legitimado pelo povo! Com condições de lealdade de todos os orgãos de soberania!

Falta mais Santana Lopes neste país!

Não Santanistas! Mas sim pessoas a puxar para o mesmo lado! A acreditarem no verdadeiro PPD-PSD e a sentirem a camisola!

Falta nos garra! Carisma! Falta-nos acabar com estes puritanos da treta que nos invadem o dia a dia com falsos moralismos, opiniões de sofá, sem uma única ideia, sem um único gesto de mudar algo!

Chega!

Portugal merece mesmo dar o salto não para se aproximar dos Países Europeus, mas sim para os ultrapassar! Nós já dominámos o Mundo!
E foi o nosso espírito aventureiro que nos permitiu crescer!

Peço desculpa, mas assistir a tanta injustiça todos os dias revolta-me imenso!

jfd disse...

Infelizmente não há um Social Democrata na sala onde trabalho...
Por isso como devem imaginar, tenho sofrido todos os dias. Esta atitude de PSL foi uma lufada de ar fresco. Vi respeito nos comentários de quem dele falou.
Com orgulho os ouvi.
Para mim isto chega.
;)

xana disse...

Esquecemo-nos do Diogo...

ehehehe

O Diogo é a prova que ainda é possível acreditar na política e nos políticos como vale a pena!

Tenho esperança que um dia, alguém apareça que me faça acreditar dessa maneira, com esse sentimento todo.

Tu é que és o virtuoso no meio de todos nós (independentemente da figura), porque pões essa paixão ao serviço da política.

Bem haja!

Nélson Faria disse...

Será que os detractores de Santana alguma vez pensaram que ele seria a pessoa que traria algum respeito ao PSD e à classe política?

Curioso foi ver o político que, fama est, maior intimidade com a classe jornalística teve, definir fronteiras.

Esteve muito bem.

Bruno disse...

Enquanto fazia esta actualização com os comentários a este post (degustando um arroz de tomate de minha autoria que me fez ver que tenho muito a aprender com o Colaço) ocorreu-me uma ideia:

- Será que o PSD não devia insurgir-se contra a atitude de uma televisão que convida um seu ex-presidente para falar da actual situação do partido e o "chuta para canto" com o argumento de cobrir uma chegada ao aeroporto???

Bruno disse...

Eu respondo já, dando a minha opinião: não, não devia insurgir-se pelo menos da forma como interpretamos a expressão.

O que devia era contactar oficialmente o orgão de comunicação social em causa, manifestando a sua dicórdia. Mas sem grandes alaridos até porque o caso não é para comunicados públicos.

Se houvesse uma verdadeira estratégia de comunicação no PSD era isto - na minha opinião - que acontecia. Enquanto tal não acontecer, continuaremos a ser - na minha opinião - um verdadeiro case study de "como não gerir a comunicação num partido político".

Tânia Martins disse...

Eu também respondo que não deveria insurgir, aliás porque isso seria dar uma importância à atitude desproporcionada da estação televisiva!

Penso que a mensagem de desagrado já foi compreendida!

Tiago Dias disse...

Meus amigos,
Sou a pessoa mais suspeita para falar de Santana Lopes pois todos sabem a admiração que tenho por ele. UM SENHOR. Um gentleman.
Até na forma como reagiu foi educada. Fez-se entender sem ser rude.
Mais,
Goste-se ou não da pessoa (ou melhor da "figura"), a verdade é que foi primeiro-ministro de Portugal; devemos-lhe esse respeito senão tão só por ser humano.
Pouco me interessa o critério editorial. Ricardo Costa disse "Foi este o critério editorial e é comum na televisão portuguesa isso acontecer".
Não podia concordar mais. Mas esse é que é o cerne da questão: isto acontecer na TV portuguesa É NORMAL E NÃO DEVIA SER.
Talvez por isso em novas afirmações, Ricardo Costa se tenha retratado e aceitado que "é discutivel o critério".
Espero honestamente que isto faça jurisprudência.

Bruno disse...

Também soube há pouco que o director da SIC Notícias assumiu que foi uma questão de critério e que o mesmo é discutível. De qualquer forma, mantém, provavelmente, a ideia de que a reacção de Santana foi "desproporcionada".

Assim, se considerarmos que Santana foi bem-educado e não fez do assunto um escândalo, aquilo que se passou foi simples:

- o canal seguiu a sua linha editorial;
- essa linha é discutível;
- Santana discordou da mesma e, como tal, retirou-se;
- tendo em conta que estamos em Portugal, tudo isto se passou com elevação e boa educação.

xana disse...

És um optimista Bruno!

Eu diria, tendo em conta que se passou em Portugal, é de estranhar que se tenha passado com elevação e boa educação!!

Bruno disse...

A ideia era essa Xana. o "tendo em conta que isto de passou em Portugal" era exactamente para reforçar a estranheza por não se ter feito disto um escândalo.

isabel ferreira disse...

Santana fez muito bem abandonar a sala pois marece mais respeito. Ele ou qualquer pessoa! Foi uma atitude pouco correcta por parte da TV.

Bruno disse...

Já vi o vídeo completo e reafirmo: Santana esteve muito bem! Muitíssimo bem mesmo! Mais do que óptimo, certamente...

Paulo Colaço disse...

Estou a conta-gostas a responder aos últimos posts.
Santana fez aquilo que eu teria gostado de fazer naquela circunstância e não sei se seria capaz de fazer.
Talvez fosse capaz, mas não sei se faria.
E não sei se, fazendo, teria ampla compreensão.
Para se fazer uma coisa destas é preciso estatuto, ou então é uma criancice.

Santana tem estatuto (pese embora nem sempre o honre) e foi oportuno, educado e esclarecedor.

Tiro-lhe o chapéu.