terça-feira, outubro 23, 2007

Estrela do Mar....


Como costumo a dizer a vida é uma tombola. Todos os dias nos surpreende com novas situações e nos mostra novas facetas das pessoas. A maior parte das vezes desiludimo-nos com o que descobrimos mas o importante é sorrir perante as adversidades.



Ontem tomei café com a Marta e ela contou-me da sua decisão. Indignei-me porque entendo que o barco que é o psicolaranja vai ficar mais fraco. Dai este post para que todos saibam que perdemos uma trave-mestra deste projecto mas que vamos cá continuar.



Quanto a ti, Marta, espero que não deixes de postar no teu blog (http://asteroidea-estreladomar.blogspot.com/), que continues a comentar por aqui e espero que um dia talvez as mentes desta sociedade entendam o porque desta saida e saibam valorizar quem ainda tem valores e quem não joga através da hipocrisia e pelo fim da união.



Até sempre,

11 comentários:

Goreti Martins disse...

Marta,

Uma grande beijo e espero continuar-te a ver nesta andanças ;)

Nélson Faria disse...

Companheira... mantém-te psicótica! ;)

Até já!

Bruno disse...

O brilho da tua estrela vai continuar por aqui, amiga!

Um beijo grande e até breve...

Paulo Colaço disse...

Marta,
em meu nome e em nome do Psico, agradeço-te por um ano de psicose e bom trabalho em prol da divulgação, qualidade e expansão deste projecto.

Obrigado!

xana disse...

Martinha, obrigada por teres feito parte deste grupo!

Vou sentir a tua falta, muito mesmo. E tenho muita pena que vás, mas nunca te pediria para ficares ;)

Não deixes que a psicose te abandone, vai exercitando...

beijo grande.

Inezinha disse...

Querida Martinha,
todos são únicos, irrepetíveis e insubstituíveis e acredita que o blog vai perder muito com a tua saída. No entanto, vamos continuar a trabahar para tentar compensar esta perda! Deixaste a tua marca e isso para mim é o mais importante!

Once a psicótica, always a psicótica!

Bruno disse...

Melhor do que elogiarmos a Martinha é deixá-a falar por si:

Presidente da mesa, restantes elementos, caros deputados.

O Governo está aqui hoje para apresentar uma proposta que visa assegurar um pilar da sociedade, esse pilar é a família.

Em Portugal e no resto do mundo, a imagem da família já não corresponde à dos anúncios da Mokambo.

As famílias que estão além destas paredes, são diferentes das do conceito tradicional, e tenho uma novidade para os senhores deputados, já existem pais e mães homossexuais neste país. E são bons!

Não é esta lei que vai dar-lhes oportunidade de educarem uma criança, porque se eles o quiserem fazer, fazem-na, à criança.

Quero alertá-los para o cenário dos orfanatos neste país. Aquilo é uma espécie de Big Brother. Tudo ao molho e fé em Deus!

Não há é câmaras, porque não convém ver aquilo que se está a passar lá dentro.

Neste reality show, quem faz as regras são os senhores deputados, cabe-lhes decidir se um orfanato é melhor do que um lar.

E vocês dizem assim: "Ah! E o abuso sexual?". O que é a Casa Pia senão um supermercado de meninos?

"E então esta medida não vai comprometer a orientação sexual das crianças?". Eu não estou a ver um pai gay, dizer ao filho straight: "Tens a certeza que não é isto que queres? Olha que se experimentares até gostas!"

"Então e a pressão na escola?". Coitadinha da criança que tem dois papás, ou duas mamãs!

Então e os filhos dos deputados corruptos? Não vos preocupa? Eles também sofrem com as irresponsabilidades governativas na escola.

A família é um núcleo estável, de transmissão de valores, num ambiente de disciplina e carinho. Não percam tempo a disfarçar o vosso preconceito, preocupem-se em melhorar o país que temos!


Esta foi a intervenção dela, como Primeira-Ministra numa simulação de sessão da Assembleia da República. Digam lá se não gostavam de ter uma PM assim?

xana disse...

Das mais brilhantes, sinceras e sérias intervenções, curiosamente, a menos compreendida.

Há coisas assim...

Tânia Martins disse...

E eu era a oposição eheh...

Eu já disse o que tinha a dizer sinto uma perda enorme no psico mas são decisões e como pessoa civilizada que sou (ou pelo menos tento ser :-p) respeito!

A Marta sabe bem aquilo que penso dela e o quanto gosto dela e o quanto a admiro e ai dela que não venha cá comentar quando puder =)...

Um beijoooooooooooo muito grande para ti Martinha!

E um beijinho para os restantes psicóticos e amigos :p

José Pedro Salgado disse...

Saves que nunca deixarás de ser psicótica (diz que a coisa não se cura assim).

E não te desejo boa sorte porque não precisas e há mais a quem dê jeito.

Hasta siempre compañera.

Carlos Carvalho disse...

Fostu tu quem me apresentou o Psico. Ontem recebi um telefonema que me deu conta da minha eleição como Psicótico oficial e foi com tristeza que ouvi quando me disseste que não ias continuar por aqui.

Sem saber o 'porquê' estou certo de que o compreendo.

Beijinhos