quarta-feira, abril 11, 2007

A nossa 1ª Moção


psicolaranja.blogspot: cuidado, esta moção pode causar urticária a dirigentes centralistas e a caciques com medo da própria sombra...
I
Para além de ser um espaço político, a JSD é um motor de cidadania. É nosso dever contagiar todos à nossa volta para a intervenção cívica.

O http://psicolaranja.blogspot.com/ é um exercício dessa cidadania e surge do encontro entre militantes da JSD e jovens independentes. O gosto em debater a actualidade política fez nascer um espaço livre, ousado e plural. O bom resultado justifica que se proponha a este Congresso uma ideia falada há anos mas nunca posta em prática: a Secção Temática.
O que é uma Secção Temática?
É um grupo de trabalho e discussão que pode ser generalista ou virado para um assunto específico (Ambiente, Desporto, Emprego, etc), integrado no esforço de reflexão e aproximação aos militantes e sociedade civil.

As secções temáticas têm três vantagens:
a) permitem a militantes não alinhados, pouco activos ou postos de parte, participarem no aperfeiçoamento de uma ideia ou na análise de um tema;
b) permitem igualmente que independentes se juntem e contribuam com a sua experiência ou dedicação a causas;
c) a secção temática está para a secção territorial como o blog está para o site: mais simples de criar, fácil de gerir, fortemente interactivo.
II
Na última revisão estatutária do PSD, a JSD pegou nesta velha ideia. O Congresso do Partido não aceitou a sugestão. É nosso dever provar que a ideia era boa! Como? Aplicamos nós a medida!

Mas não somos ingénuos: sabemos que uma moção destas vai pôr aos saltos gente altamente centralista, caciqueira, controladora e fechada! Provavelmente esses ícones da democracia até estão certos!
Quem nos manda a nós propor uma ideia destas? Criar grupos de reflexão? Chamar militantes anónimos a dar o seu contributo? Verificar que alguns elementos da chamada “oposição interna” também têm ideias? Ter de aturar os “chatos da sociedade civil que acham que os partidos só sabem falar para dentro”? Abrir a Jota e o Partido à intervenção de independentes? Permitir a comparação entre a vivacidade de alguns grupos de reflexão e certas comissões políticas fracas e vácuas? Mas que ideia esta! Onde estaremos com a cabeça?
III
Se, por loucura, esta moção for aprovada, fica a CPN incumbida de apresentar ao Conselho Nacional uma proposta de Regulamento das Secções Temáticas e seu enquadramento na actividade da JSD.
Aqui ficam alguns contributos para esse diploma:
a) as secções temáticas são criadas por iniciativa dos órgãos executivos da JSD ou por proposta apresentada por grupos de militantes, aos quais se poderão juntar jovens independentes;
b) a aprovação e a extinção de uma secção temática compete ao órgão executivo que a fomente ou ao qual a sua criação tenha sido proposta;
c) as secções temáticas têm a duração de dois anos, podendo ser renovadas;
d) as secções temáticas podem ser baseadas em sites ou blogs;
e) as secções tematicas são apenas órgãos consultivos, sem direito a voto ouqualquer representatividade na estrutura que não a da formação e debate queproporcionam.
IV
O caminho a seguir está nas mãos do Congresso: ou castiga a nossa psicose chumbando a moção ou premeia esta ideia de vanguarda, típica dos 33 anos de ousadia da JSD!

Contra a micose centralista e caciqueira que tolhe a delicada pele dos partidos: secções temáticas, já! Quem tem medo? Nós? NUNCA!

40 comentários:

Marta disse...

A nossa moção é demais! :D

Isabe Ferreira disse...

Gostei da ideia, embora não pertença a JSD!!! Sou independente!

Tânia Martins disse...

Está muito boa mesmo!! =)

Paulo Colaço disse...

Esta moção vai fazer algum furor no Congresso: uns vão gostar dela, outros vão tentar abatê-la!

E daí talvez não: pode ser que o título dela dissuada alguma malta de a tentar prejudicar.

Afinal, ninguém quer ficar com o epíteto de centralista e caciqueiro...

hihihiih

Bruno disse...

Este é e será dos poucos posts marcadamente partidários que colocamos. No entanto, parece-me de extrema utilidade até para que se veja que na JSD não se dicute só "politiquices".

Espero que esta Moção, a apresentar pelo nosso Comandante Paulo Colaço, seja aprovada no próximo Congresso da JSD. Seria uma prova de maturidade aprová-la e mais ainda aplicá-la.

Nuno da Costa Ferro disse...

Se depender de mim esta moção vai ser aprovada.

AHH! Esperem... Não sei do meu saco de votos...

Paulo Colaço disse...

Amigo Ferro,
esquece essa coisa do saco de votos!
Se a moção não passar, o facto de teres gostado dela já é meio caminho para que a faças tua!

E um dia seremos muitos mais a defendê-la!!!

Obrigado e um Abraço

Margarida Lopes disse...

Mas que grande moção!

Cassiano disse...

Concordo com a moção e espero que passe. Acho muito negativa a hipótese de não passar, uma vez que dinamizar deve ser o mote de qualquer juventude partidária. E bem que a nossa J precisa de dinâmica, sob pena de não ter interesse para quem está de fora, e pior ainda, para quem já está lá dentro.

Parabéns a todos

xana disse...

Esta moção é uma lufada de ar fresco. Até porque o nosso blog, este gtrupo de pessoas, a UV são uma lufada de ar fresco para a jota.
A unica coisa que me entristece é que apesar disso, a jota continua igual a si própria, indiferente a estes episódios, pontuais, que a ser levados a sério mudariam muito e para melhor.
Mesmo dentro das próprias secções, não sei até que ponto estes psicóticos são levados a sérios pelas suas "chefias". O poder instalou-se, e na juventude acrescentem-lhe muita ambição, bastante energia e alguma falta de experiência e de calma e logo vejam o que acontece a quem ousa levantar o braço, dizer o que pensa e arriscar ser diferente. Acredito que muitos não ousem sequer...

Eu espero que a moção passe, porque seria um sinal de maturidade da jota. O nosso Comandante vai estar à altura, e aconteça o que acontecer vamos estar lá todos com a consciência do nosso trabalho, cheios de convicções e com uma postura inabalável. Porque o psico é para continuar!

Bruno disse...

Pois é, a Xana tocou numa ferida... Mas deixem-me dizer que não é por este estado de coisas que nos devemos calar. Melhor ainda, É por este estado de coisas que devemos - cada vez mais - falar!

Sejamos membros de um órgão executivo, sejamos apoiantes, sejamos oposição ou sejamos apenas militantes de baso, ou até simpatizantes, todos devemos dar o nosso contributo, a nossa opinião.

Se estivermos errados, a resposta que recebermos mostrar-nos-á isso. Se não recebermos resposta ou se recebermos uma reacção negativa, saberemos que estamos certos e que incomodámos por isso. Se houver inteligência e responsabilidade de quem nos ouve, saberão aproveitar o nosso valor.

Se isto acontecer, ganhámos! Ganhámos todos! A Jota, o Partido, os Jovens e o País. Se isto não acontecer será a ruína. Talvez aos poucos. Talvez demorada. Mas virá. E não contem comigo para a ficar a ver de braços cruzados!

Paulo Colaço disse...

Já tive mais dívidas, mas agora tenho a certeza: a moção vãi passar!

Nem tudo o que é bom fica pelo caminho!!!!

SECÇÕES TEMÁTICAS JÁ!

Paulo Colaço disse...

Obviamente queria dizer "dúvidas"
ehehe

www.isa-ferreira.blogspot.com disse...

"Sejamos membros de um órgão executivo, sejamos apoiantes, sejamos oposição ou sejamos apenas militantes de baso, ou até simpatizantes, todos devemos dar o nosso contributo, a nossa opinião.(Paulo Colaço)".

Adorei a frase!

Paulo Colaço disse...

O seu a seu dono, a frase é do Bruno.

www.isa-ferreira.blogspot.com disse...

Sorry, Bruno!

"Sejamos membros de um órgão executivo, sejamos apoiantes, sejamos oposição ou sejamos apenas militantes de baso, ou até simpatizantes, todos devemos dar o nosso contributo, a nossa opinião.(Bruno)".

Adorei a frase!

Bruno disse...

'tá desculpada, Cara Isabel!

O que é preciso é que, para além de gostarem da frase, as pessoas partilhem da ideia e - principalmente - a ponham em prática!

É isso que se faz aqui no blog. É isso que queremos fazer em outras actividades como o debate que iremos organizar em breve. É isso que queremos que os jovens façam no seu dia-a-dia!

Quanto mais virmos coisas que nos desagradem mais devemos aproximar-nos delas e tentar mudá-las. Afastarmo-nos será sempre uma forma de cumplicidade...

www.isa-ferreira.blogspot.com disse...

"todos devemos dar o nosso contributo, a nossa opinião.(Bruno)".

É por isto que adorei a frase! Pertencemos ou não a juventudes partidárias devemos dar o nosso contributo. Apesar de existirem jovens activos, dinâmicos, insatisfeitos e c vontade de mudar e se fazer ouvir...(como vocês... como nós... lol) tb há mts mts jovens portugueses indeferentes aos problemas da sociedade que os rodeia. E, interessa ir ao encontro desses jovens e tentar mostrar-lhes que não podem viver alheios dos assuntos sociais, políticos e afins.....

Para terminar deixo-vos esta citação:
“Podemos sentir ou não vocação para o desempenho de atitudes ou de cargos políticos, podemos aceitar ou não as condições em que estamos, concordar ou não com a forma como a intervenção nos é facultada,não temos o direito de nos demitirmos da dimensão política, que, resulta da nossa liberdade e da nossa inteligência é essencial a condição de homens.(F. Sá Carneiro)”.

Bruno disse...

A nossa amiga Isabel, para independente, vai lá vai...

adriana disse...

A nossa moção é fixe! :P é uma moçã irreverente, transparente e clara nas ideias que defende!

Lisete disse...

A moçõ está muito boa! E como já vos disse, será com muita pensa que não assistirei à sua apresentação... :(

bruno costa disse...

não me causou urticária!!!e por isso estou disposto a saber mais sobre esta questão e espero atentamente pela vossa apresentação em congresso.

Lá estarei!!!

Isabel Ferreira disse...

Independente! Simpatizante! Desde que venho a este blog ainda mais ....simpatizante!

Paulo Colaço disse...

Cara Isabel, se esta moção for aprovada, por tornar-se numa "simpatizante... praticante!"

As secções temáticas servem para abrir a porta à iniciativa de todos!

Força nisso!

Bruno disse...

Sim, estamos todos a contar com a presença da Isabel no debate de dia 24 de Abril, na sede da Secção B. Por falar nisso, estará para aí a rebentar um novo post a anunciar o debate.

Anónimo disse...

Não é que pela primeira vez parece que concordo com o Paulo Colaço?!?

Espero que a vossa moção tenha o melhor dos resultados no próximo fim-de-semana.

Nuno de Matos
Ponte de Lima

Paulo Colaço disse...

Caro Nuno,
em nome do Psico, agradeço os teus votos!

Vemo-nos no Congresso?

Nélson Faria disse...

Este Paulo saiu-me um caciqueiro ;)

Paulo Colaço disse...

eheheeh, algum dia eu teria de aprender com a estrutura.

(nota, quando eu falei em "votos", estava a referir-me aos votos de boa sorte formulados pelo nosso companheiro de Ponte de Lima)

Bruno disse...

Sim, e lá por o nosso companheiro ser de Ponte de Lima não quer dizer que venda o seu voto por um queijo )

Anónimo disse...

O do queijo é de outro partido!

Em Ponte de Lima a JSD que eu conheci nunca vendeu os seus votos. Ou se acreditava ou não.

Mas experimentem com a actual liderança, quem sabe...

Já agora só se deixa “influenciar” quem quer e o Colaço (ex-director do gabinete de informação da nacional) sabe bem que eu não me deixo.

Um abraço e bom congresso

Nuno

Marta disse...

Moção aprovada! Parabéns a todos os Psicóticos! Parabéns Paulo, pela tua magnífica apresentação da nossa Moção. Parabéns JSD, porque agora as secções temáticas serão uma realidade. E parabéns a mim, que faço anos hoje. heheheh A felicidade que sinto hoje deve-se inteiramente ao grupo de amigos que tenho neste blog! É um orgulho ser Psicótica! Beijinhos a todos (inclusivé à Goreti, que não sendo oficialmente Psicótica, já sofre da mesma enfermidade!);)

Paulo Colaço disse...

Obrigado Marta (duas vezes parabéns).
E obrigado a todos por me acompanharem na última aventura de Jota.

A minha dimensão é a soma dos muitos corações que batem por mim, por isso sei que sou um gigante.

Este Congresso foi o melhor da minha vida!!!

goreti_martins disse...

Caros Psicóticos foi uma apresentação e peras!!!! Parabéns pela aprovação da moção, bati palmas para vocês que nem uma doida ihihi. Aproveito para saudar particularmente um homem que tem a coragem impregnada em si, Paulo Colaço!

Luís Sardinha disse...

Missão Cumprida!
Apesar de não me ter sido possível estar na apresentação da moção constou-me que o Sr. Paulo Colaço se esmerou. Párabens Psicóticos!

Tânia Martins disse...

Vou ser repetitiva mas novamente dou os parabéns a todos! Paulo é com muita pena que te vi "sair" da Jota mas é com muita felicidade que sei que nada acabou aqui e que novos desafios irão surgir =).

È um orgulho para mim pertencer e esta equipa, escrever neste blog e sobretudo ter-vos como amigos. A nossa moção foi aprovada e tenho a certeza que iremos fazer um grande trabalho .

Paulo Colaço disse...

Obrigado pelas vossas palavras.
Como disse, tenho pena de estar de saída quando muitos de voces estão de "entrada", mas faz parte!

Sei que farão todos um bom trabalho e, defendendo as ideias que defenderem, fa-lo-ão com muito amor, princípios e competência!

Tenho essa certeza!
Esse é o meu legado!

Anónimo disse...

estive no congresso e votei contra a moção.
só ontem a li, porque no congeresso nao tive tempo/oportuinidade/paciencia para ler moções.
votei contra porque me disseram para o fazer.

ainda bem que ela passou, porque se fosse chumabada por um voto, ficaria com peso na consciencia por ter sido responsavel por "matar" uma ideia tao boa!

um abraço a todos.
nao prometo ser um habitual deste blog, mas gostei de algumas coisas que aqui li.

Bruno disse...

Pois é... é a tal falta de consciência do peso do voto. Espero que este exemplo sirva de lição.

Outra coisa: pela 1ª vez percebo um anónimo. Também eu tinha vergonha de assumir que votei algo por decreto.

Tânia Martins disse...

Caro senhor anónimo!

De facto votar em algo, quer seja a favor quer seja contra, sem saber o que se está a fazer não é grande exemplo para ninguem...mas deixe-me dar-lhes os parabéns por assumir que errou!

Continue a espreitar o blog vai ver que não se arrepende!