quinta-feira, abril 05, 2007

Ministra da (falta de) Educação



Recebi o texto abaixo por e-mail. Ao que parece é escrito por um professor chamado Ricardo da Branca e foca uma atitude "interessantíssima" da nossa Ministra da Educação. Como tem um vídeo, podemos todos verificar o que aconteceu pelo link que aparece no final...


"Caros amigos e colegas. O motivo que me leva a enviar este email tem a ver com o facto de no passado fim de semana um colega meu, professor, ter abdicado do seu fim de semana familiar com uma criança e a mulher, para poder acompanhar um grupo de alunos que iriam participar no Corta Mato, inserido no Desporto Escolar em Sta Maria da Feira, onde a nossa cara e digníssima Sr.ª Dr.ª Ministra de Educação esteve presente com a sua comitiva. Quando esta senhora, se é que podemos designar de tal (desculpem o meu desabafo) se dignou a proferir algumas palavras, foi vaiada com um valente "hhhhhuuuu" por parte do público ali presente, constituído na sua grande maioria por alunos do ensino básico. Perante tal comportamento, a senhora teve a reacção mais admirável, pedagógica e sensata que algum adulto, pedagogo e acima de tudo uma pessoa bem formada e responsável poderia fazer: simplesmente desafiou-os dizendo que saberia fazer mais barulho que eles e pegando no seu enorme instrumento de trabalho (microfone) desatou aos berros, gritando uns valentes "hhhuuusss", referindo-se às crianças deste país que conseguiria gritar mais que elas."


Aqui está o link para o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=AnAMxj59BL0

16 comentários:

Big Mamma disse...

Nao se percebe como pode um Primeiro Ministro impôr uma personagem destas à sociedade!

Uma pessoa sem compostura nem respeito pelos "administrados".

Professores, funcionários, pais e alunos (mesmo os mais jovens) são desconsiderados por esta senhora.

Só um tipo com igual falta de respeito pelos portugueses pode manter esta Ministra!!!

adriana disse...

A educação em Portugal com uma ministra assim esta condenada ao fracasso.
Segundo fontes oficiais(mas agora as habilitações do governo são incertas), a ministra é sociologa. Será esta alguma tecnica que ela aprendeu na faculdade?

Bruno, parabéns pela escolha da foto. Está a "letra com a careta".

Paulo Colaço disse...

Tal como a Big Mamma, eu tb nao consigo compreender o que leva um PM a manter uma ministra deste calibre.
Uma senhora cuja capacidade de diálogo ficou entre o Homo Sapiens e um calhau.

É certo que tambem tivemos nos nossos tempos ministros muito sisudos, mas eram pessoas educadas.

José Pedro Salgado disse...

Como dizem uns senhores mt respeitados da nossa sociedade: "C'um catano! Vai buscar!"

Neste caso eu diria que foi buscar o que haverá de mais primitivo na natureza humana.

xana disse...

Acho que o Salgado disse tudo... é completamente inacreditável!

Nélson Faria disse...

Não é o momento mais brilhante, mas ainda que só dure trinta segundos vê-se que é uma brincadeira com as crianças.

Assuntos de lana caprina!

Margarida Lopes disse...

Tendo em conta o árduo 'trabalho' desta ministra, em desconsiderar os professores e em desrespeitar os alunos, este video parece-me uma verdadeira 'brincadeira' de/com crianças!

Bruno disse...

Pois... eu concordo com a Margarida: mais do que uma brincadeira com as crianças é uma brincadeira de crianças. O que não é, pelo menos nesta situação, aconselhável a esta Ministra!

Marta disse...

Uma ministra que revela tanta maturidade de comportamentos como de decisões...

Magda disse...

A minha mãe, docente há mais de 30 anos, já me tinha mencionado a ocorrência deste episódio... Um tanto estupefacta...
Que ela não o compreenda, dado que pertence a uma geração onde existe um sentido de saber estar e de responsabilidade cívica e política muito enraízado, ainda se aceita...
Agora nós! Jovens irreverentes! Está fácil de ver que a atitude desta "senhora" faz parte de uma panóplia de técnicas revolucionárias que visam educar melhor as nossas crianças. Um estilo de terapia de choque à Americana... Confronta-os com as atitudes incorrectas para que eles sintam na pele o poder de uns bons UUUHHHHHSSSSS!

Se esta história tivesse sequer dignidade para ser inserida num segmento teatral, seria sem dúvida, o da Tragicomédia...

Bruno, a imagem torna-se ainda mais apropriada quando eu penso na BIRRA que esta mesma personagem rocambolesca fez há dias, quando obrigou uma equipa da comunicação social a afastar-se e a desligar os equipamentos, para que não registassem mais uma recepção agreste da parte dos alunos da escola secundária que visitava.

xana disse...

Penso que podiamos pegar por uma ponta diferente e discutir aqui outra coisa. O que é facto é que muitas destas crianças não sabe o porquê de estar a receber mal a ministra. Estas crianças estão a ser, necessariamente, manietadas por alguém, pais ou professores. E isso também não me parece nada bonito e merece um valente "uhhhhh"!

Bruno disse...

Duas notas:

1ª: agradeço à Dri e à Magda terem-me descansado por perceber que a foto atingiu o seu fim. A ideia era mesmo essa: se a Ministra grita mais que os miúdos os miúdos ainda gritam mais do que ela. O problema é que os miúdos têm desculpa...

2ª Parece-me que a variante da Xana faz todo o sentido. No entanto, não tenho a certeza que as crianças e jovens não façam ideia da razão que as leva a vaiar a Ministra. Razões elas terão, falta saber se são mais ou menos válidas na opinião de cada um.

Magda disse...

Em relação ao comentário da Xana, só me cumpre dizer duas coisas:

- A primeira é de que sou docente, com muito orgulho, nunca manietei ninguém, nem o faria na qualidade de mãe. Na verdade, não conheço nenhum professor que alguma vez o tenha feito. E não podia estar a ser mais sincera.

- Em segundo lugar, desde que eu me lembro sempre existiram manifestações de alunos (mais ou menos organizadas) e nunca ninguém andou a propalar que os alunos eram um instrumento nas mãos das mentes criminosas dos professores e dos pais. O que se passa agora? Os estudantes são acefalos? São meros fantoches nas mãos dos mentores das manifestações? Lamento, mas não acredito.

E sim, quem ocupa um lugar como este, tem de saber estar. Tem de saber agir com nível, e não como uma vendedora de meias na feira de Carcavelos. Sendo que estes vendedores me merecem muito mais respeito e consideração que esta senhora.

ritacipriano disse...

"Segundo fontes oficiais(...) a ministra é sociologa.(Adriana)"
Gostaria de ver o currículo da sra. Há mt tempo que ando com curiosidade para ver o seu currículo. Se alguém souber se encontra on-line, diga-me o site, sff.

"Quem ocupa um lugar como este, tem de saber estar. Tem de saber agir com nível(...) (Magda)". Concordo plenamente com a Magda!

Que falta de pedagogia!

Paulo Colaço disse...

Concordo com a Xana: as crianças não conhecem a ministra e não fazem ideia do que é uma ministra.

Manipulação?

Claro!

Eu já fui aluno, sei bem os professores que tive. Por cada um professor sério há outro tanto menos sério. Por cada professor que se abstém de politizar os alunos, há um sindicalista desejoso por influenciar.

Pessoalmente, não vejo diferença numa ministra que age daquela forma e um professor que, numa manif, se presta aos papeis mais deseducadores ou que numa sala de aula impinge as suas opiniões políticas aos alunos!

Bruno disse...

Concordo Colaço. Ambos estão mal! Mas que o cargo da Ministra tem mais responsabilidade pela visibilidade que transporta não deixa de ser verdade. Tal como é verdade que as atitudes ficam com quem as toma e por isso devemos sempre ser coerentes independentemente de quem somos.