terça-feira, fevereiro 27, 2007

Uma vergonha Nacional...


Enquanto o inenarrável ministro da saúde, Correia de Campos, se entretêm com estudos erráticos e ziguezagueia dizendo que vai encerrar centros de saúde e urgências hospitalares, para logo de seguida vir dizer que afinal vão continuar abertos, vamos sendo brindados diariamente com cenas absolutamente quixotescas do tipo:
… 16 de Fevereiro de 2007, troca de dois bebés no Hospital de Torres Vedras…
… 23 de Fevereiro de 2007, troca de cadáver no Hospital de Leiria…
Visto que o sr. Ministro já provou ser absolutamente incapaz de pôr ordem na loja, bem podia ter um pingo de pudor e demitir-se para não nos sujeitar à vergonha nacional de ver estas situações caricatas retratadas nas páginas dos jornais.

4 comentários:

Marta disse...

Só não nos trocam o ministro Z! :(

isabel disse...

O que se está a passar em Portugal é uma grande confusão. Seja no campo da saúde, na educação, no trabalho, na justiça....etc... O Sr ministro da saúde e os seus camaradas estão a fazer trocas e braldocas neste país e agora o povo começa a estar revoltado. Nunca me lembro de ver tantas manifestações. Sempre me habituei a ver os esquerdinos nas ruas a berrar por td e por nada,mas começo a ver gente de direita, gente que não liga à vida política, gente anónima...etc. As pessoas estão desesperadas! Sejam ricas, pobres, remediadas, alfabetas, analfabetas, liccenciadas ou mestres. Seja qual for a sua classe social, económica, academica... estão todos descontente e revoltados. Mas...será bom? Será mal? Acredito que a insatisfação faz a mudança! Talvez se começe a caminhar................................

Bruno disse...

Não é nada fácil ser Ministro da Saúde. É uma área com lóbis fortíssimos, interesses instalados a fundo e ainda por cima mexe com o maior de todos os bens: a saúde. Para agravar, a situação no nosso país não é nada famosa e há um trabalho a fazer que ultrapassa largamente a vigência de um Governo.

Assim, penso que o mais importante não é um Ministro da Saúde que agrade a todos mas, pelo menos, um que saiba o que quer e como lá chegar. Daquilo que li e ouvi – e também do que a minha memória me permite lembrar – tivemos uma grande Ministra que foi Leonor Beleza porque tinha um rumo e enfrentou quem teve a enfrentar sem nunca se intimidar.

Correia de Campos parece andar um pouco baralhado. Anuncia medidas para pouco depois, quando estas são contestadas dizer que estão apenas em discussão. Depois da tal discussão, acaba sempre por fazer cedências. O que até não seria mau, não fossem essas cedências motivadas apenas por algum “comodismo” e falta de coragem. Ainda por cima falamos de alguém que tem implementado coisas que criticava anteriormente aos Governos PSD/CDS, como é o caso das taxas moderadoras o que só reforça a sua incoerência e falta de rumo.

Paulo Colaço disse...

De facto, Bruno, não é fácil ser Ministro da Saúde, mas é fácil deixar de ser!

Um Primeiro Ministro decente teria mais cuidado ao escolher o seu homem da Saúde. Porém, o PS andou a vasculhar no seu caixote do lixo de antigos membros do consulado de Guterres para pacificar o partido internamente...