segunda-feira, dezembro 04, 2006

É Natal!(?)

Há uns anos atrás passei uma noite de copos com uns amigos que repetiram vezes sem conta a frase: "Odeio o Carnaval!" (não, não é gralha! eu sei que o título é sobre o Natal). Pois bem aquilo que realmente nos parecia ridículo na altura era que as pessoas precisassem de uma desculpa para se divertirem, andarem na borga e fazerem figuras tristes. É que nós estávamos disponiveis para isso diariamente! Ou melhor, nocturnamente porque agradavam-nos mais as noites.

E é por isso que, sem odiar o Natal eu também poderia dizer: "Odeio o Natal!". Mas não digo! Por várias razões. Primeiro porque parecia mal a 1ª Crónica ser logo num tom tão negativo. Depois porque eu até gosto de receber prendas e de ver as ruas iluminadas. Finalmente porque aquilo que eu detesto é a hipocrisia que anda no ar, poluindo ainda mais que as musiquinhas natalícias!

Aquilo que me faz confusão é o facto de as pessoas andarem um ano inteiro a marimbarem-se para aquele amigo mas fazerem questão de em Dezembro lhe comprar uma prenda. Pior ainda quando compram algo caro e vistoso, não porque querem demonstrar consideração mas para não lhe ficarem atrás porque ele dá sempre prendas melhores. Tudo isto quando temos que aturar todos os dias o discurso da crise e de que "isto 'tá mau", etc. e tal... Já para não falar das famílias que se reúnem à mesa para a ceia e de repente percebem que não têm nada para conversar uns com os outros simplesmente porque não convivem durante o ano e não partilha experiências. É óbvio que o tempo é sempre preenchido com os "estás tão crescido" ou "como foram as tuas notas?" em que, como é normal que se lixa é o mexilhão (neste caso os putos).

Por isso, eu faço questão de jantar muitas vezes com os meus amigos, desejar-lhes felicidades em qualquer altura do ano, e só não lhes dou prendas com mais frequência porque as restrições orçamentais a isso me obrigam (não keriam mais nada não? cambada de chulos!). Assim sendo, desejo a todos um Grande Dia 21 de Dezembro e amanhã cá estaremos para tratar do 22!

Beijos e Abraços
Bruno

in http://cronicasdeumcronico.spaces.live.com/
21 de Dezembro de 2005

6 comentários:

Anónimo disse...

Não sei como há pessoas que andando todo ano a marimbar-se para aquele amigo ou conhecido... nesta época natalícia vão oferecer-lhe um presente!!! É muita "cara de pau"...

bjs
Rita C

Paulo Colaço disse...

Eu ofereço prendas. Não muitas. Normalmente àqueles com quem mais convivi durante o ano.
Eu sou o amigo mais desleixado do mundo. Nao sei como ainda os conservo.
Axo que é por serem os melhores amigos do mundo e ainda vão aturando as minhas ausencias e o meu eterno problema de tempo.

Que haja mais amigos como aqueles que eu tenho e menos como aqueles que eu sou...

antZ disse...

"Eu ofereço prendas. Não muitas. Normalmente àqueles com quem mais convivi durante o ano."
Fico à espera da tua prenda então Colaço! LOL*

PS. Nem és assim tão mau Paulinho** =P (minto mesmo BEM!)

xana disse...

Não podia concordar mais Bruno. De facto também não me atrevo a dizer q odeio o Natal, mas a verdade é que não o suporto! Espero que possamos fazer o nosso jantarzinho e o meu desejo de natal é que se repitam mais vezes por ano do que aquelas que já acontecem!(quando tu não tnes reuniões claro... cortes!)

Ah! E o Colaço que traga os presentes então...

Rita Nave Pedro disse...

Penso que o problema do Natal é que as pessoas não sabem o que o mesmo significa...

O Natal é uma festa de vida para os cristãos e, porque ao celebrarmos a vida estamos felizes, podemos demonstrá-lo de muitas formas:
- uns oferecem presentes,
- outros organizam jantares
- outros ainda fazem desta época uma forma de convívio com familiares próximos e afastados.

Há muitas formas de festejar o Natal, mas o principal é percebermos o que esta época significa para cada um de nós e, alheado-nos dos comportamentos comuns da sociedade de consumo em que vivemos, vivermos à nossa maneira o Natal.

Bruno disse...

Pois é Xana, por acaso ate podias organizar um jantarinho de natal pá malta do blog...